terça-feira, 5 de novembro de 2013

Semana Especial Nárnia: O Sobrinho do Mago

"Todos conquistam o que desejam, mas nem sempre se satisfazem com isso."

  Essa foi minha primeira experiência com As Crônicas de Nárnia, confesso que não é o que eu esperava, eu também nunca havia assistido aos filmes (por isso essa foi a minha primeira experiência com Nárnia).
  É uma história para crianças, bem infantil mesmo, com uma linguagem bem bobinha e fácil de entender, mas tem muita coisa nas entrelinhas dessa história, é toda uma história sobre Deus, seu poder, sua bondade e seu modo de agir, não é a coisa mais simples do mundo entender realmente essas coisas, tanto que em alguns momentos eu torci o nariz, mas mesmo sem você olhar para essa parte a história continua sendo incrivelmente fascinante.
   Nesse livro/parte, Lewis nos mostra como surgiu Nárnia, de onde veio a temível, e odiosa, Feiticeira Branca (que não precisa ser nenhum gênio para saber o que ela representa na história né), e também explica sobre o poste de iluminação no meio do bosque de Nárnia e sobre de onde veio o guarda-roupa, só não fica muito bem explicado de onde surgiu Aslam, o Leão (que é um meio de dizer que mesmo antes de tudo Deus já existia).
  A história mais conhecida de Nárnia, é a do primeiro filme, que é o segundo livro/parte da história, e também foi o primeiro a ser escrito... eu assisti ao começo de um filme muito bom chamado educação (só não terminei de ver o filme por motivos de força maior) onde um cara explicava bastante coisa sobre essa história, mas vamos deixar isso para quando eu for falar dessa parte da história.
  Como eu já disse, a linguagem é super simples e a história é muito bacana, o que faz com que a leitura flua muito bem (apesar da letra pequena), ela explica muito bem a origem de tudo e fica muito bacana a forma que é explorada essa parte de viagem dimensional... super recomendo  o livro.





Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...