sábado, 11 de janeiro de 2014

[Opinião] Atormentada - Jeannine Garsee

Editora:Jangada
N° de Páginas:363
Sinopse:
  Uma adolescente com transtorno bipolar
                  Atividades paranormais num corredor escuro do seu novo colégio
         Uma jornada rumo à loucura...
                                             ... ou para além dela...

  Existe um corredor escuro no Colégio River Hills onde NUNCA se deve entrar SOZINHO. Ele é como um túnel que acaba numa piscina abandonada onde Annaliese se AFOGOU.
  Muitos alunos contam que, ao atravessar o túnel, sentem um CALAFRIO, cheiro de cloro e barulhos MISTERIOSOS. Para outros, a experiência é ainda PIOR.
  Quando Rinn consegue fazer contato com o FANTASMA, ele não se mostra nada pacífico. Então ela descobre por que e pede ao namorado, NATE, para ajudá-la.
  Mas o PLANO de Rinn pode ser perigoso. O fantasma não parece escolher suas VÍTIMAS ao acaso... E essa escolha não tem nada a ver com entrar no túnel sozinho...

Opinião:
   Não sei direito como começar, então vou simplesmente começar.
  O livro é narrado em primeira pessoa pela Corinne, ou Rinn, que se mudou com sua mãe depois do acidente que matou sua avó, na verdade mãe do seu padrasto, para uma cidadezinha do interior, ela toma muitos remédios por ter transtorno bipolar, e não possuía muitos amigos na sua antiga vida, bem, ela meio que se atracava com qualquer um que visse pela frente, mas amigos, propriamente ditos ela não tinha...
  Ela fez amizade, logo de cara, com as líderes de torcida da sua nova escola e já engatou um namoro com o que parece ser o cara mais bonito da cidade, que a propósito é seu vizinho. A mãe de Rinn morava nessa cidade quando mais jovem, e estudava na mesma escola que agora vai trabalhar e sua filha estudar. Mas na época em que estudava lá, uma das suas colegas foi encontrada morta na piscina, a polícia aceita a história que ela escorregou, bateu a cabeça e morreu afogada, e a gente tem que ficar com essa versão da história, já que não é especificada nenhuma outra. Mas Rinn mudou-se justamente para a casa onde essa falecida colega de escola da mãe morava, e onde a avó da mesma se enforcou a pouco tempo.
  Durante o dia das bruxas alguns cidadãos (sem cérebro nem coração) tem a tradição de parar na frente da casa e perguntas: Annaliese pode sair pra brincar? O que deve ter aumentado muito a tristeza da pobre avó suicida... um dia após o dia das bruxas uma das amigas de Rinn (que eu acho que era mais louca que a própria Rinn) decide fazer uma espécie de ritual espírita perto da piscina para contatar Annaliese, durante esse ritual a vela se apaga e um dos rapazes que estava com eles sai correndo, e quando Rinn liga uma lanterna e ilumina o rosto dos amigos vê que estão todos congelados em um grito silencioso... e a partir daí, as coisas começam a ficar muito tensas.
  No começo achei que fosse mais um sick lit normal, o que me decepcionou um pouco, eu gosto de sick lits mas eu esperava uma história de terror mesmo, e é exatamente isso que ela se torna depois de um tempo, em alguns momentos parece um livro do Stephen King, a narrativa é detalhista na medida certa, o suficiente para que possamos visualizar perfeitamente a cena, sem faltar nenhum elemento. E por um bom tempo, você não tem certeza se o dito fantasme realmente existe ou se é só piração da cabeça da protagonista, foi uma jogada de mestre contar uma história assim em primeira pessoa.
  Os pontos negativos são comuns nesse tio de história, um momento tenso cortado imediatamente pelo encanto de visualizar o namoradinho, ou por uma piadinha, mas isso nem me incomodou muito, pois os momentos realmente tensos não tem nada que quebre a ansiedade. E a conclusão da história é uma clichezão em histórias desse tipo de história, acho que a autora foi muito bem mas poderia ter feito uma conclusão melhor, ainda assim, é um ótimo livro para quem gosta de histórias tensas e aterrorizantes, que te prendem, te deixam apreensivo, ansioso e ainda consegue te fazer rir em alguns momentos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...