segunda-feira, 23 de junho de 2014

[Opinião] Insônia - Stephen King


Editora:Objetiva

N° de Páginas:404

Citação:

Há certas coisas que a humanidade, homens e mulheres, sempre buscam. Não é o tipo de coisa que aparece em livros de história e civismo, pelo menos, não na maior parte deles; refiro-me a coisas fundamentais. Um teto para se abrigar da chuva. Três refeições por dia e uma cama. Uma vida sexual decente. Intestinos saudáveis. Mas talvez o mais fundamental seja isso de que você sente falta, meu amigo. Porque não há nada no mundo que se compare a uma boa noite de sono, não é mesmo?"
Sinopse:
  Oque há para além do que nossos olhos são capazes de ver? Quem está a nosso lado, à nossa espreita, quando temos certeza da solidão absoluta? Até que ponto somos donos de nosso destino diante de poderosas forças invisíveis? Stephen King nos leva em Insônia a uma impressionante viagem por planos inimagináveis da existência humana. Fenômenos de hiper-realidade. Uma cidade violentamente dividida pela questão do aborto. Viagens astrais. Estas e outras emoções têm encontro com você neste livro.
Insônia - um romance que deixará você de olhos bem abertos.

Opinião:
  Demorar 15 dias para ler um livro de 400 páginas tem algumas justificativas:
  A história era ruim (Falsa)
  A narrativa é arrastada (Falsa)
  A letra é diabolicamente pequena (Verdadeira)
  Nesse livro conhecemos Ralph Roberts, entre outros personagens, é claro, um velho (resumindo, toscamente, a lista de protagonistas do mestre SK: escritor, professor, velho, deslocado com parentes fanáticos religiosos, ou uma mistura dos 4, é claro que tem outros tipos de protagonistas mas esses são maioria, dentre os que conheço) que tem a esposa em estado terminal devido a um tumor cerebral que seu médico chamou inicialmente de "excesso de estresse", logo no começo do livro essa esposa morre, e aí começam as noites mal dormidas do protagonista, ele não possui muita dificuldade em pegar no sono, a insônia dele é diferente, ele acorda cada dia mais cedo até praticamente parar de dormir, óbvio que ele vai ficando abatido e todo o elenco de personagens lhe passa um "remédio milagroso" para curar a insônia.
  Depois de muitas informações realmente úteis sobre insônia, remédios e afins Ralph começa a perceber coisas estranhas, é aí que a "verdadeira aventura" começa.
  É incrível a quantidade de referências a outras obras que o autor faz nesse livro, não somente obras dele (entendi muito mais sobre A Torre Negra neste livro do que nos 3 1/8 que li da coleção até agora) mas também antigas obras de outros, ele se refere mais de uma vez ao poema O Corvo de Edgar Allan Poe:
  "É alguma coisa ruim. Uma coisa realmente ruim. É como um cão negro uivando para a lua que só aparece de três em três anos, como sangue na pia, como um corvo empoleirado no busto de Palas bem na entrada do quarto."126
  "Embale minhas tristezas e aflições, pássaro de mau agouro, e tchau."236
  A questão do aborto é amplamente discutida também, existem diversos pontos de vista mas o do protagonista não fica muito claro, mas vemos muita gente defendendo seus argumentos, não que isso tenha mudado a minha opinião sobre o assunto, opinião que é muito parecida com um dos personagens que diz:
  "Matar alguém que um dia poderia escrever um grande poema ou descobrir a cura da AIDS, ou do câncer para mim é uma coisa totalmente errada."273
  A trama é bem intrincada, mas pode influenciar as pessoas que não têm opinião formada, não só sobre a questão do aborto, acredito que pessoas de mente fraca, sem ofensas, no caso pessoas que não têm muito hábito de ler e que são facilmente influenciadas podem ficar muito meio paranoicas com essa história, essa parte não me agradou tanto.
  Resumindo, porque isso já está ficando grande, é um bom livro, uma boa distração, bastante descritivo que mistura realidade com fantasia, merece ser lido mas não recomendaria ingressar na obra do SK por ele.


7 comentários:

  1. Rei King: Amo! Amei sua resenha. Enfim, é bem King mesmo o personagem ser escritor, e vi várias semelhanças ao livro "Saco de Ossos" escrito por ele mesmo, porque pelo que li na sua resenha, a vida dele muda a partir da morte de sua mulher! Fiquei meio frustrado com a parte que ele vem falando sobre aborto, eu não tenho opinião formada quanto a isso então poderia ser uma das pessoas que seria levada a seguir um pensamento desse livros, mas amei o fato de ele citar vários livros inclusive Torre Negra e obras do Ed Poe! HeHeHe
    Vou lê-lo, com certeza!

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/
    El Costa - Confins Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mestre King: amamos :p
      Agora que você falou ele lembra bastante o começo de Saco de Ossos mesmo, esse eu ainda não li, só vi ao filme e gostei bastante.
      Minha opinião sobre o aborto é clara; é assassinato, crime, não me importo se nossa "excelentíssima" presidente legalizou, continua sendo assassinato, crime, pecado ou seja lá como queira chamar, é errado e pronto.
      Grande Abraço!

      Excluir
    2. Isso me fez lembrar duma música da cantora Fernanda Brum chamada Aborto!

      Ah, nunca assisti ao filme :( E não acho legal essa legalização, mas, dependendo do caso eu até entendo tais motivos para se fazer o aborto, mas ainda assim com dor no coração. Mas sim, é assassinato e não posso concordar, afinal, aqueles que concordam também são homicidas!

      Excluir
    3. Não conhecia essa música, gostei eu sei da dificuldade que a Fernanda Brum teve para conseguir um filho.
      Na minha opinião o único motivo que justificaria um aborto seria se a vida da mãe estivesse correndo risco por causa da gravidez, tem um livro chamado Dançando Sobre Cacos de Vidro que traz uma história assim.
      Essa legalização é uma das maiores porcagens já realizadas na política brasileira, legalizar o aborto não vai fazer a taxa de estupro diminuir, só vai aumentar a insensibilidade e o peso na consciência de quem a pratica, ou até matar a consciência crítica dessas pessoas, sem falar que o aborto pode causar danos à mãe também, tem um outro livro chamado Traição Em Família que mostra um caso onde a mãe quase morre em um aborto.

      grande abraço, desculpa se me alterei :p

      Excluir
    4. kkkkkkkkkkkkkk - não sabia que fora aqui que eu tinha lido essa resenha. kkkkk' okay.

      Excluir
  2. Ah, só agora vi o link do Nina & Suas Letras na coluna "esses são feras". Muito obrigada pela indicação. :)

    Essas letras pequenas dificultam e muito a leitura, não é?

    Essa história do protagonista acordar cada dia mais cedo até parar de dormir é alucinante. Gosto de livros que mencionam outras obras, filmes, etc. Nunca li SK, não tenho nenhum livro dele, mas quero iniciar com Insônia! =)

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse não tenho certeza se ele é o ideal para ingressar na obra do autor, se você não curte muito a parte do Terror acho que começar por A Zona Morta seria o ideal, como poderia não recomendar você Nina? Tudo que sei sobre a blogosfera (não é muito mas enfim...) foi você que me ensinou ^^

      beijão!!!

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...