quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

[Opinião] O Palácio da Meia-Noite - Carlos Ruiz Zafón


Editora: Suma de Letras

N° de Páginas: 271

Citação:

Existem duas coisas na vida que a gente não pode escolher. A primeira são os inimigos. A segunda, a família. Às vezes a diferença entre uns e outros é difícil de ver, mas o tempo ensina que, afinal de contas, suas cartas sempre poderiam ter sido piores. A vida é como a primeira partida de xadrez: quando você começa a entender como as peças se movem, já perdeu a partida."

Sinopse:
  Calcutá, 1932. O coração das trevas. Um trem em chamas atravessa a cidade e um espectro de fogo semeia o terror nas sombras da noite. Mas isso é apenas o começo. 
  Ben e Sheere são irmão gêmeos cujos caminhos se separaram logo após o nascimento: ele passou a infância num orfanato, enquanto ela seguiu uma vida errante junto à avó, Aryami Bosé. Os dois se reencontraram quando estão prestes a fazer 16 anos: juntos precisam escapar das garras de Jawahal, um espírito diabólico.
  Os irmão contarão com a ajuda da Chowbar Society, o grupo formado por Ben e outros seis órfãos que se reúnem no Palácio da Meia-Noite, e que prometeram ajudar e proteger uns aos outros em qualquer situação. Velhas histórias de família, há muito esquecidas, levam os adolescentes até as ruínas da velha estação ferroviária de Jheeter's Gate, onde terão de prestar contas com o passado e enfrentar o temível Pássaro de Fogo.

Opinião:
  É tão difícil começar a falar de um livro do Zafón, esse já é o terceiro que leio do autor, e é o segundo que mais gostei.
  A história começa no que parece ser o dia do nascimento de um casal de gêmeos, e conta toda a luta de um certo homem para salvar a vida desses bebês, quem conta a história, praticamente inteira em terceira pessoa, é Ian, que no começo dá a entender ser o único sobrevivente dos acontecimentos que irá narrar, se isso é ou não um fato só saberemos no final do livro.
  Mais uma vez temos uma história antiga influenciando os personagens no presente, mas diferente de Marina, essa história antiga tem ligação com os protagonistas então simplesmente não se meter nela não pouparia os mesmos...
  A narrativa refinada e única do Zafón já faz com que ler uma história mediana se torne uma incrível experiência, mas a incrível imaginação do autor se junta a sua narrativa inigualável e cria maravilhosas obras de arte, e esse livro é, sem dúvida, uma delas.


Um Comentário com Spoiler
O livro todo eu fiquei intrigado com a semelhança do nome do pai dos gêmeos, Lahawaj, com o nome do vilão, Jawahal. mas em momento algum eu imaginei que quem estava tentando matá-los era o espírito enlouquecido do próprio pai. O modo como Ian, em primeira pessoa, fecha a história, encerra o livro é simplesmente incrível, um verdadeiro toque de mestre, ligando todos os pontos e respondendo todas as perguntas que poderiam surgir. simplesmente incrível.

6 comentários:

  1. Oi Rudi, tudo certo?
    Cara eu ainda continuo sem ler nada do Zafón, mas esse livro me chamou bastante atenção, mais do que os outros que conheço do autor, quem sabe eu não compro esse?
    Grande abraço e que a força esteja com você!
    http://www.paradageek.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito bom, mas eu, particularmente, ainda prefiro Marina, mas contanto que seja Zafón tá valendo, vai fundo cidadão :p

      Excluir
  2. E se eu falar que não consegui passar da primeira página desse livro? haha
    Sério, tem esse e O Jogo do Anjo aqui na minha estante, e tô enrolando MUITO pra ler.
    Não li sua resenha porque tenho medo de spoiler, mas pelas cinco estrelas percebi que você gostou.
    Talvez eu dê uma chance haha
    Abraços ;)
    armadaescrita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa... é a segunda pessoa que eu vejo falar que não foi conquistada pelo Zafón, sinceramente não entendo :p
      e pode ficar tranquilo(a) que os spoilers eu deixo em branco, pra só ler quem quiser mesmo ;)

      Excluir
  3. Oi, Rudi! Eu ainda não li nada do Zafón, acredita? Mas a cada dia que se passa (com as tantas resenhas dos livros deles que leio na internet), fico com ainda mais vontade de ler algo do autor! Sua resenha ficou muito boa, adorei! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tony,
      Até hoje vi pouca gente que leu Zafón e não amou, espero que você tenha a oportunidade e que goste tanto quanto eu

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...