quarta-feira, 17 de junho de 2015

[Opinião]Fingindo - Cora Carmack


Editora: Novo Conceito

N° de Páginas: 336

Citação:
Fiquei rígido por um instante, com medo de estar fazendo a escolha errada.
Quase como se pudesse ouvir meus pensamentos e estivesse tentando silenciá-los, os dentes dela arranharam minha pele, seguidos por um beijo firme.
Se era um erro, foi o melhor que já cometi.”

Sinopse:
Cade é um garoto bonzinho, ator, que ainda está lidando com o fora que levou da melhor amiga por quem ainda é apaixonado. Sentindo-se péssimo por ter que lidar com seus sentimentos não correspondidos e com a felicidade da amada, ele decide ajudar uma garota que nunca viu na vida a fazer uma encenação para os pais dela: durante 24 horas, Cade e Max vão fingir ser o casal mais fofo do mundo. Depois que os pais de Max viajarem de volta para casa, ela retornará para o seu namorado roqueiro e tatuado – e Cade continuará sua vida solitária, tentando conquistar seu espaço como ator.
O problema é que, quando se finge bem demais, fica difícil distinguir a realidade da fantasia...

Opinião:
  Primeiramente gostaria de dizer... Olá!
  Estou muito feliz por ter sido convidada pelo Rudi para ser colaboradora do blog (mal sabe ele o bem que me fez esse convite) e desde o dia em que aceitei, comecei a pensar em como começaria minha primeira postagem. Não vou encher o saco de vocês falando sobre mim, mas basta dizer que amo livros, amo ler, e vou me dedicar muito neste meu novo trabalho rsrs.
  Bem... Voltando ao que interessa, assim que peguei o “Fingindo” na mão fui pesquisar um pouco sobre ele e descobri que ele é um New Adult e que faz parte de uma sequência. O primeiro livro chama-se Perdendo-me, mas o foco da história são outros personagens. Portanto, assim que iniciei a leitura não me senti perdida e nem nada. Sim... É um romance açucarado (como diz o Rudi), mas a narrativa da autora é simples, fácil e agradável. Cora Carmack tem aquele tipo de narração em que você lê dúzias de páginas sem nem ao menos perceber, e o fato desta se alternar entre os pontos de vista dos protagonistas não diminuiu a qualidade da escrita. Além do mais, ela realmente convence quando descreve as cenas e, principalmente, as ações e emoções dos personagens. Tudo fica bem claro em nossa cabeça, e essa característica me agradou bastante.
  O sexo, em nenhum momento, foi algo vulgar, e é por isso que digo: se você está atrás de pornografia, dê meia volta, por que não encontrará isso aqui. Obviamente existe uma narração precisa - mas não crua - o que deixou explicito que a intenção da autora não era causar excitação, e sim compartilhar um momento intimo e bonito de seus personagens conosco.
Contudo, ainda trata-se de um clichê, e o motivo do romance demorar a se desenvolver é o de sempre. Creio que a frase “ele é bom demais para mim” virou febre entre os escritores e tem sido complicado encontrar alguém que não use isso para travar a história. Além de desenvolver seus personagens como seres lindos, perfeitos e maravilhosos... Seria realmente bom ler mais livros com pessoas normais. Um dente torto, olhos castanhos... mas, creio eu que se isso acontecesse, o gênero perderia uma grande parte de seu público.
É uma pena.
  Ao todo, foi uma leitura agradável. O tipo de livro que se pega quando estamos entediados ou em meio a uma ressaca literária. Tudo flui realmente bem, e Cade (apesar de toda a sua perfeição) é um personagem que realmente merece ser lido. Já Max... Bem, ela é legal, mas sua autoflagelação me causou tédio.
Carol, você recomenda a leitura? A resposta é sim. Mas vá com calma, sem expectativas, pois livros assim, quando superestimados, costumam causar grande decepção.

PS: Ouvi dizer que o primeiro livro não era muito bom, mas eu realmente gostei deste, e como a narração tem como foco outros personagens, creio que dar uma chance a “Fingindo” não seria uma má ideia.





4 comentários:

  1. Oi Pessoal!
    Só eu sei o quanto é frustrante ir com muita sede ao pote em um livro e se decepcionar, aconteceu em 16, 17 e 18 luas( dei chances) e com a Menina Mais fria de Coldtown
    Que to bem feliz de conseguir me livrar dessa praga essa semana \o
    Gostei da maneiras que resenhas Carol, mas sem ser chata mas ja sendo, umas quebras de linha não fazem mal a ninguém! Terminei a resenha sem folego ueheuehu
    Bjs da Le
    leversosecontroversias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também já me decepcionei muito com o Beautiful Creatures, que não passei do segundo exemplar, e como regra de vida, não crio mais expectativas (ou pelo menos tento haha)
      *Quebras de linha.... anotado! haha
      Eu tenho realmente que melhorar isso... e não só quando escrevo, eu falo assim também! kkkkk coitado de quem tem que manter um dialogo comigo!
      Obrigada pela dica, e a gente se encontra por aí ;)

      Excluir
  2. Oi queridos tudo bem? Eu adorei a leitura do primeiro livro da série, e amei ainda mais de Fingindo, achei a leitura muito mais desenvolvida e mais intensa! O que deixa a desejar são apenas as capas que mostram que o livro são muito mais hot quando nem tanto!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! As capas dão a entender que se trata de um romance hot, e pra mim pelo menos o romance ficou longe disso! Também achei a leitura bem intensa, mas não tenho interesse em ler os outros... quem sabe um dia a vontade não chega? haha
      bjs

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...