domingo, 27 de dezembro de 2015

[Opinião]Então Você Quer Ser Um Jedi? - Adam Gidwitz

Editora: Seguinte

N° de Páginas: 264

Citação:
Me pergunto, senhor, se juntar o fio de cobalto ao fio de carmesim foi realmente uma boa ideia. Não que esteja questionando sua autoridade, senhor. Seus conhecimentos, talvez. Mas nunca sua autoridade.''

Sinopse:
  Então você quer ser um Jedi?
  Os Jedi conseguem mover coisas com a mente. Controlar pessoas com o pensamento. Ah, e os sabres de luz! Sim, são sensacionais. Mas saiba que esse é um trabalho pesado. Requer paciência, força e autoconhecimento. E treino. Muito treino. Além disso, haverá um monte de caras do mal atrás de você.
  Ainda quer ser um Jedi?
  Se ainda assim você quiser ser um Jedi, este livro é pra você. As páginas estão repletas de sabres de luz, criaturas da neve assassinas e naves espaciais. Conta a história de Luke Skywalker, um dos maiores Jedi de todos os tempos, e ainda traz lições sobre como se tornar um também. Quer Aprender? A escolha, meu jovem, está em suas mãos. Literalmente.

Opinião:
  Uma coisa que esqueci de reclamar citar na opinião sobre o primeiro livro foi o trabalho da editora: temos a divisão das ''partes'' dos livros com belos desenhos coloridos, no meio do texto temos outros belos desenhos, mas em preto e branco e uma fonte de tamanho confortável, mas mesmo somando isso com a bela ilustração de capa não diminui a ideia estúpida de publicar com folhas brancas (ninguém gosta de ler em folhas brancas) e esse raio de capa soft touth (não é possível que alguém goste disso).
  Mas deixa eu me acalma, já que a raiva caminho para o lado sombrio é.
  Agora vamos falar do melhor livro dessa trilogia, com uma larga vantagem para o segundo colocado...
  Mais uma vez vou poupá-los do resumo da história, já que não lembro de ter visto algum do vocês na caverna onde vivi toda a vida e por causa disso nunca vi esses filmes. Aqui encontramos um autor comprometido não só em contar uma história, mas também inserir o leitor nela, já falei uma vez (aqui) que o uso da narrativa em segunda pessoa pode ser tanto um tiro no pé, quando não se sabe usar, como uma ferramente incrível, quando se sabe, que é o caso.
  O autor escreve de forma magnifica e nos conquista já na sua nota antes da história, nos transforma no herói da história e a cada capítulo ele nos dá um exercício que nos auxiliaria em um treinamento Jedi, na vida real esses exercícios, no mínimo, te tornam uma pessoa mais paciente e sábia nas escolhas do dia-adia.
  A história é muito mais interessante que sua antecessora, com momentos de ação e revelações que eu jurava que seriam o fim da história (sim, mesmo sem nunca ter assistido aos filmes eu sabia de certas revelações).
   O autor também me conquistou por sua falta de romantismo, quem me conhece sabe que eu não tenho paciência com esses autores que insistem em colocar romance em todo e qualquer livro.
   Ah, mas no segundo (ou quinto, sei lá) filme tem cenas românticas. Como ele fez pra contar a história sem esses momentos? Aí entra o momento que se eu já não tivesse adorado a história pela escrita, pelo Yoda e pela comédia, principalmente por parte dos robôs, teria adorado o livro a partir desse ponto:
"O que vem a seguir é uma paquera que parece uma briga - ou talvez uma briga que parece uma paquera, nunca fui muito bom em diferenciar. De qualquer forma, é irrelevante para o seu treinamento, então vou pular. É suficiente dizer que Han e Leia acabam se beijando. Se esse tipo de coisa te interessa, pode imaginar sozinho.''
  Nesse ponto eu decidi... quero ler qualquer livro que esse cara escreva. *...*


2 comentários:

  1. Oi, Rudi! Tudo bem? Ah, o Adam é o cara, né? Além de ter conseguido nos conquistar rapidamente fazendo algo difícil (narrando o livro na segunda pessoa), ele se apropriou da história e fez o que bem entendeu com ela! Com muito humor, é claro! rs Ri horrores nessa parte. Assim como você, quero ler qualquer coisa que o autor escreva! Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que pesquisei ele só tem um livro lançado aqui no Brasil (além desse, óbvio) que se chama Um Conto Sombrio dos Grimm e foi lançado ano passado. Vou dar um jeito de providenciá-lo

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...