domingo, 12 de março de 2017

[Opinião] O Cemitério - Stephen King

Editora: Suma de Letras

N° de Páginas: 423

Quote:
É como muitas outras coisas na vida, Ellie. Você se conserva no caminho e, a não ser que tenha sorte, descobre logo que está perdida. E então, alguém tem que mandar uma equipe de busca para salvá-la."


Sinopse:
  Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar em uma pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade e a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha.
  Num dos primeiros passeios pela região, conhece um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Mas, para além dos pequenos túmulos, há um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.
  A princípio, Louis Creed se diverte com as histórias fantasmagóricas do vizinho, Crandall. No entanto, quando o gato de sua filha Ellie morre atropelado e, subitamente, retorna à vida ele percebe que há coisas que nem mesmo a sua ciência pode explicar. Que mistérios esconde o cemitérios de bichos? Terá o homem direito de interferir no mundo dos mortos?
  Em busca de respostas, Louis Creed é levado por uma trama sobrenatural em que o limite entre a vida e a morte é inexistente. E, quando descobre a verdade, percebe que ela é muito pior que seus mais terríveis pesadelos. Pior que a própria morte -  e infinitamente mais poderosa.

Compre pela Amazon e ajude a manter o blog

Opinião:
  Sempre ouvia o pessoal falar que esse era o livro mais assustador do autor e o favorito de muita gente. Como gosto muito do autor e nunca fiquei com medo lendo nada dele resolvi experimentar. Me surpreendi. Não por ser um livro aterrorizante nem nada disso, ele tem uns momentos tensos, mas Cujo (sobre o qual falarei por aqui em algum momento do futuro) ganha com larga vantagem quando o assunto é agoniar o leitor, inclusive, ganha de Misery nesse aspecto, mas pelo teor cômico que boa parte do livro carrega.
  Esse foi, sem dúvida, o livro que mais me fez rir do autor, devido, principalmente, ao senso de humor do protagonista. Mas ele não fica unicamente no humor ou no terror, ele vaga de um para o outro passando pelo drama e flui muito bem entre todos esses aspectos.
  O livro trata de mudanças, do amor que une uma família, de traumas de infância, de crenças e sofrimentos.
  Ele esviscera o luto com exemplos, mostrando como a morte afeta os que ficam, e como as coisas não poderiam ser diferentes, a impotência do homem diante do poder da natureza, diante das decisões de Deus, que várias vezes não entendemos mas para as quais sempre existe um propósito.
  O livro dá medo? Depende, eu sou bem difícil de impressionar, então a mim não deu medo, mas entendo porque algumas pessoas perderam o sono depois de ler. Além de tudo o livro mostra o poder dos vícios e nossa tendência para fazer o que não devemos, desejando coisas que só irão nos prejudicar.
  Em suma, um livro incrível, que abrange vários assuntos e ainda nos presenteia com uma história que consegue ser sombria, divertida e profunda no seu decorrer, mostrando personagens complexos e complexados, que vão sendo transformados pelos eventos ocorridos e por suas próprias ações, degradando seus corpos e espíritos, destruindo sua sanidade até chegar a um final impecável e ainda mais angustiante e tocante do que se esperava.




2 comentários:

  1. Acredita que nunca li nada dele? :O
    Mas agora começando a ter mais um tempinho livre ( até conseguir um trabalho fora :P) tenho que colocar as leituras em dia né
    Abraço Rudi
    E dá um Abração na Silvia que tô com saudade dela! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gih,
      Já vi muita gente que nunca leu nada dele, ou leu um e odiou, mas tem o meu grupo também, os que começam e nunca mais param

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...