quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Leituras do Ano: As 10 Melhores e as 5 Decepções

  Oi povo, mantendo a tradição hoje vim falar quais foram os melhores do ano, pra mim, sem mais delongas, vamos lá.

  Começamos com um livro que, mesmo que eu esperasse gostar, conseguiu me surpreender Minha sombra cabe ali prova que um livro escrito às pressas, tendo um plano de fundo que pode ser considerado ordinário, pode ser um livro incrível.

  Já falei que o que me fez tomar a decisão definitiva entre assinar ou não a TAG foi a curadoria da Martha Medeiros, e assim que recebi o livro já comecei a lê-lo. O Xará é um livro muito real, melancólico como a vida, com alguns alívios, mas no geral melancólico. Um livro humano, com personagens realistas e convincentes, que permanecem comigo mesmo já tendo quase um ano que concluí a leitura.

  Já tinha gostado do Brennan com o livro que li dele em 2016, mal sabia eu que o melhor ainda estava por vir, O Evangelho Maltrapilho fala sobre diversos assuntos, mas seu foco principal é na graça divina, ele discorre sobre esse assunto tão difícil de entender e aceitar, e faz isso com maestria.

  2017 foi o ano do C. S. Lewis, e não poderia deixar esse ano acabar sem falar de Cristianismo Puro e Simples, o autor, mesmo com toda a erudição pela qual é conhecido, consegue colocar de forma simples e objetiva o que é o cristianismo, como ele mesmo diz, a visão de um leigo, que só fala o que experimentou por si próprio.

  A um tempo atrás nunca teria imaginado que Agatha Christie apareceria nessa lista, mas E não Sobrou Nenhum veio mostrar do que essa mulher é capaz, um livro que merece toda a fama que tem.

  Mais um livro da TAG que ganhou meu coração, mais uma vez o impactante nem é a história, mas os personagens criados e a forma que o Joseph Conrad escreve, apesar de Vitória ser uma história densa e demandar certo tempo para leitura, com certeza é uma história que vale a pena.

  Mais uma vez, C. S. Lewis. Com sua fantasia de secar a garganta, trazendo personagens com grandes traumas Até que Tenhamos Rostos traz uma história de amor, obsessão, perdão e auto conhecimento, sobre fé e devoção, tudo isso em uma fantasia sombria narrada por uma personagem inesquecível.

  Murakami aparece sempre por aqui, e esse ano ele quase não veio, mas Após O Anoitecer veio para me lembrar o porquê eu adoro o autor, com uma história com muito ritmo, misturando situações cotidianas com absurdos além da imaginação ele garantiu seu lugar entre os melhores do ano.

  Max Lucado estreia com louvor nessa lista, Gente Como a Gente é um livro bem humorado mas também extremamente profundo, que alçou o autor à lista de autores dos quais quero ler tudo (preciso fazer uma lista atualizada).

  Não queria repetir autores, mas não teve como... Colcha de Retalhos foi a primeira ficção que li do Brennan e me encantei com a forma dele contar a história, e também pela forma como a história que ele conta se encaixa na nossa história, acredito que na de quase todos, um livro curtíssimo, mas fenomenal.

Menções Honrosas



As 5 Decepções


  Como nem tudo são flores, sempre tem aqueles que esperávamos mais, certo?

  A visita cruel do tempo... o título é incrível, todo mundo falava maravilhas desse livro, mas ele não conseguiu me conquistar, a ideia de pequenas histórias, que mostram como as pessoas estão unidas umas às outras e de como o tempo não para, pra ninguém, é muito legal, mas os personagens não são carismáticos e a escrita da autora não me agradou.

  É com muita dor no coração que coloco Ciranda de Pedra aqui, não é que o livro seja ruim, ele não é, mas eu esperava muuuuuuito mais dele, não consegui criar empatia pela protagonista e acho que foi isso que fez com que eu me decepcionasse com o livro.

  Comecei achando Fábrica de Vespas legalzinho, poderia ser um livro bom, mas ele cumpre, bem demais, a ideia de ser intragável, ele se torna difícil de engolir e a explicação no final não me convenceu.

  Eu tinha certeza de que ia amar Viagem ao Centro da Terra, mas não, a história foi, para mim, extremamente enfadonha e enrolada, eu queria ação e ela nunca chegava, e quando chegava não durava tempo o suficiente para entreter.

   Claro que não podia faltar aqui o que acredito ser um dos piores livros que li na minha vida, A Longa Marcha, do Stephen King, que pela primeira vez só aparece na parte ruim dessa lista, nem vou me estender, leiam a postagem que fiz sobre o livro (clicando na foto dele) e entendam alguns dos motivos pra eu ter me decepcionado tanto com ele.

E foi isso povo, e vocês? Como se saíram nas leituras anuais?

2 comentários:

  1. Olá, que legal que você faz parte da TAG, já pensei em participar também, mas não sei... hahaha
    "Viagem ao centro da terra" está na minha lista de leituras desse ano, venho adiando há tempos. Vamos ver como vai ser, porque "A volta ao mundo em 80 dias" do Júlio Verne é fascinante, então acho que não devo esperar muito desse primeiro.
    Que interessante os livros de Lewis. A história de vida dele, embora eu não tenha lido nenhuma das obras citadas, parece ser bem interessante. Sei que na parte da conversão dele, Tolkien teve um papel importante.
    Abraço,
    Lerissa.
    Ah, o NMW está ressuscitando, se quiser dar um pulo lá:
    https://lerissakunzler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lery,
      Então, a TAG se tornou uma paixão, só a experiência de descobrir os livros e ver as edições já é incrível, e como normalmente são livros que não compraríamos (eu não compraria, pelo menos) se víssemos em livrarias, pelo menos nem todos eles, é uma forma de dar uma chance, só li dois até hoje, e são esses dois que entraram na lista de melhores do ano, então, pra mim, vale a pena.
      Viagem ao Centro da Terra é realmente bom, mas eu tinha expectativas astronômicas para ele, foi por isso que me decepcionei.
      Tolkien teve mesmo um papel crucial na conversão do Lewis, o último livro que concluí ano passado foi a biografia dele, não posso dizer que achei a vida dele... feliz, é interessante, sem dúvida, e ele era uma pessoa que aparentava ser feliz e satisfeita com a vida, mas a história dele é, a meu ver, triste... Mas os livros são ótimos Hehe.
      Que bom que está voltando, vou dar uma passadinha lá

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...