sexta-feira, 20 de setembro de 2013

[Opinião] Não Brinque Com Fogo - John Verdon

Editora: Arqueiro
N° de Páginas: 398
Citação:
"Se houver tempo o suficiente, e motivação, qualquer coisa é possível de algum modo"
Sinopse:
  No ano 2000, um criminoso que ficou conhecido como Bom Pastor matou seis pessoas em estradas, dentro de seus carros em movimento. Na época, ele enviou um manifesto à polícia no qual deixava claras suas motivações: uma cruzada solitária contra a ganância. Após o sexto assassinato, no entanto, encerrou a matança e nunca foi descoberto.
  Dez anos depois, uma jovem estudante de jornalismo está fazendo um documentário sobre os familiares das vítimas quando coisas estranhas começam a acontecer em sua casa. Objetos são trocados de lugar, maçanetas são afrouxadas, luzes se apagam sozinhas.
  Assustada, ela contrata Dave Gurney como consultor. Depois de ler o material sobre o caso - incluindo o perfil psicológico do assassino elaborado pelo FBI -, o detetive coloca em dúvida toda a lógica da investigação. Ao confrontar os agentes responsáveis, porém, Dave percebe que está mexendo em um ninho de vespas, o que fica evidente quando até pessoas que o apoiaram no passado se voltam contra ele.
  Agora seu único aliado é o antigo parceiro Jack Hardwick, um policial grosseirão e debochado que não esconde seu desprezo pelas autoridades. Com sua ajuda, Dave  tem acesso aos relatórios confidenciais do caso e começa a própria investigação. Mais uma vez, ele se colocará em risco enquanto tenta provar seu ponto de vista e capturar o criminoso. 
  
Opinião:
  Eu já falei aqui algumas vezes que sou fã(nático) do John Verdon, esse é o terceiro livro dele (que eu tenho conhecimento pelo menos, em português... tem mais um em inglês também) e óbvio que eu precisava ler esse.
  Não é o melhor do autor, devo deixar isso claro, continua sendo um livro ótimo, mas eu gostei mais do Feche Bem os Olhos (na verdade gostei mais do Traição em Família do que desse) o personagem principal (David Gurney) mudou bastante do último livro pra cá, ele continua sendo inteligente e tals... mas depois de quase morrer no final do último livro (e do anterior também) ele está um pouco sequelado, traumatizado, tanto que nos outros livros, ele estava louco pra decifrar o caso e tudo mais, mesmo contra a vontade da esposa, dessa vez ele evita ao máximo começar a investigar, e sua esposa o incentiva bastante, quando ele percebe já está investigando...
  Outra diferença abrupta entre esse livro e os dois anteriores é em relação ao filho de Dave, Kyle, no primeiro livro ele evitava até pensar no filho, no segundo ele passa o livro todo tentando evitar ligar para o mesmo, já nesse o filho o visita (e é um personagem super bacana, gostei dele), passa um bom tempo na casa dele, e até ajuda nas investigações...
  Estou sendo bastante crítico nesse livro porque sou particularmente fã do autor, mas posso dizer que já li muitos outros romances policiais melhores que esse, novamente não consegui descobrir o assassino, nem dei muita atenção para ele porque tinha certeza que era outro, e isso obviamente é um ponto positivo... continuo recomendado John Verdon,  ele não está em sua melhor forma nesse livro mas mesmo assim valeu cada minuto que passei lendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...