segunda-feira, 10 de novembro de 2014

[Opinião] Convergente - Veronica Roth



A sinopse possui spoilers dos livros anteriores, assim como o primeiro parágrafo da opinião, os spoilers do livro (incluindo aquele que todo mundo sabe) estarão em branco no final, mais uma vez: apenas o primeiro parágrafo da opinião possui spoilers dos livros anteriores.


Editora: Rocco

N° de Páginas: 519

Citação:

Existem tantas maneiras de ser corajoso nesse mundo. Ás vezes, coragem significa abrir mão da sua vida por algo maior do que você ou por outra pessoa. Às vezes, significa abrir mão de tudo que você conhece, ou de todos que você jamais amou, por algo maior. Mas, às vezes, não. às vezes, significa apenas encarar a sua dor e o trabalho árduo do dia a dia e caminhar devagar em direção a uma vida melhor."

Sinopse:
A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. Livro mais vendido pela Amazon no segmento infanto juvenil em 2013, Convergente chega ao Brasil em meio à expectativa pela estreia de Divergente nos cinemas, em abril. A série segue no topo na lista de bestsellers do The New York Times.

Opinião:
  Pra todos aqueles que falam "Veronica destruiu o final da série, se perdeu no decorrer da trama, criou uma história diferente em cada livro!!!" e outras coisas do tipo... não concordo com vocês... praticamente toda a trilogia/série distópica apresenta uma sociedade no começo e a desconstrói no decorrer da história, e foi exatamente isso que a Veronica fez... Tris não está mais querendo se matar a toa como no livro anterior, e esse também possui bem menos mortes que os outros (não tinha sobrado tantos personagens né...) enfim, depois da divulgação do vídeo de Edith Prior falando que tudo aquilo não passa de um experimento e que os Divergentes são os únicos capazes de ajudar as pessoas de fora da cidade e coisa e tal, Tris e um grupo de pessoas resolve sair da cidade.
  Devo dizer que esse livro é, de longe, o melhor da série, é onde temos as respostas e a crítica da autora sobre a atual sociedade é passada de forma simples, mesmo que mascarada... temos dois tipos de pessoas, os GDs (geneticamente danificados) e os GPs (geneticamente puros), tudo isso porque alguém resolveu mexer no código genético das pessoas e tirar genes "indesejados" mas descobriram que tirando o gene que permite que as pessoas sejam covardes, além de tornar elas destemidas as tornam um tanto quanto idiotas também, sem qualquer senso lógico de autopreservação, tirando a consciência da existência de consequências...
  Aí a sociedade está dividida entre esses dois grupos, os geneticamente puros são mais bem vistos, enquanto os "danificados" são tratados como sub-humanos, isso remete direto para todo e qualquer tipo de preconceito existente em nossa sociedade atual, o subtítulo é uma mensagem por si só, que é reforçada durante o livro, uma mensagem que diz: "você não é definido pela cor da pele, dos olhos, orientação religiosa, política, sexual ou o que for... você é definido por suas escolhas..."
  Confesso que muita gente me desmotivou a leitura do último livro da série, por isso enrolei tanto (li o segundo volume em Dezembro passado) e peguei ele achando que ia me decepcionar, como tanta gente disse ter se decepcionado, esperando ser uma droga de livro... ledo engano.
  O livro não é perfeito, ele tem seus momentos de divagação, mas quem sou eu pra criticar isso né!? E me desagradou um pouco as partes meio melosas entre a Tris e o Tobias, que me pareceram mais frequentes do que nos livros anteriores, as reclamações deles sobre a vida, o universo e tudo mais também podem irritar algumas pessoas mas a mim não, acho sei que eu reclamaria muito mais se estivesse na mesma situação que eles.
Um Comentário com spoiler
Tá, todo mundo sabe que a Tris morre no final do livro né (ou ficou sabendo agora) e o infeliz que me contou isso antes de eu ler, bem antes, mais um motivo pra mim ter demorado pra pegar o livro, e disse que o fato de ele saber que a protagonista morria o deixou curioso para saber como seria, mas disse que foi uma decepção o fato de ela morrer de forma tosca, não achei tosca, está longe de ser a morte mais interessante da história mas ela morre fazendo o que todo protagonista faz e se safa, salvando os outros... na minha opinião a autora foi extremamente criativa e corajosa, tornando a protagonista mais real, tirando os "superpoderes" (lê-se imortalidade) que os autores sempre conferem aos seus personagens centrais.

12 comentários:

  1. Queria te dizer que gostei de seu blog e por isso já o estou seguindo, bem como o compartilhei no G+.
    Se puder, dá uma passadinha no meu blog.
    Abraços
    www.fatoscuriososdahistoria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Mauro... Também já sigo o seu ;)

      Excluir
  2. OiÊ!
    TchÊ, eu esperei tanto pra finalmente descobrir o que era um divergente na real, pra isso?
    ahahah
    O que mais odiei é que o Tobias tava igual a Tris, se eu não lesse os nomes no inicio dos capítulos, não saberia quem estava narrando a história,
    E não gostei de mais um monte de coisas que se eu citar vou ser corrida por contar o livro todo num comentário ueheuheeu
    Não sei com que direito a Verônica se achou, pra partir meu coração! kkk
    Bjs da LE
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu gostei da explicação sobre o que realmente é um divergente e a narrativa dos dois realmente é parecida, pra não dizer igual, e em alguns momentos eu também me confundi, mas em vários também percebi a diferença... como eu disse acho que esse foi o melhor da série, apesar de tudo...

      Excluir
  3. rudy, você salvou minha vontade de ler essa série! é a primeira vez que leio uma resenha positiva sobre esse livro, tanto que eu lendo outras me fiz incapaz de ler essa série por receio. mas agora eu vejo que há opiniões diferentes, então essa será uma nova série que entrarei de corpo todo, afinal, eu curto muito mais séries do que livros únicos.
    ótima resenha.
    abçs

    gabryel fellipe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comecei ler a série antes do terceiro ser lançado.... li Divergente em 08/13 e Insurgente em 12/13 e estava morrendo de medo de ler o Convergente porque todo mundo falava horrores, acho que a falta de expectativa me ajudou...

      Excluir
  4. Oi, Rudi! Estava com um certo receio de ler esse livro (devido a alguns spoilers que me deram), mas sua resenha me deixou bastante empolgado! Espero ler o livro logo! Ótima resenha.

    Ah, te indiquei em (mais uma) tag: http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2014/11/tag-liebster-award-motivo-da-minha.html

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadooooooooooooooooooooooooo
      Vou responder a outra hoje ainda.... prometo :p

      Também enrolei pra ler por causa de spoilers que estragaram uma parte que seria extremamente impactante e emocionante... se eu não tivesse ficado esperando....

      Excluir
  5. Oi Rudi, não li toda a resenha te confesso por que ainda estou em Divergente, mas já tenho os outros dois aqui em casa, só preciso de tempo mesmo. Bem...eu sei do grande spoiler sobre o ultimo por este motivo não quero ver mais nada hahahaha

    Mas quando ler volto aqui e leio sua opniao!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super te entendo... espero que você consiga curtir mesmo sabendo que acontece aquilo com aquela pessoa... eu também fiquei sabendo disso e acredito que teria aproveitado bem mais a leitura se não tivesse ficado esperando por esse momento

      Excluir
  6. Olá!
    A maioria das resenhas que já li sobre esse livro foram negativas, e por isso eu meio que acabei demorando para lê-lo. Quando finalmente o fiz, não entendi o porquê de todos aqueles comentários sobre como esse livro era desnecessário e tal... Eu gostei do livro, gostei de como ela escreveu e chegou aquele final...

    Beijos,

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mesmo aconteceu comigo Midian,
      Claro que não é o melhor livro do mundo mas acho que a essência de tudo, a questão reflexiva e tals está praticamente toda nesse livro

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...