terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Desafiando Temas: Medo


    Medo: (ê) s. m. 1. Perturbação do ânimo preocupado com um perigo real ou aparente. 2. Receio de ofender, de causar algum mau. 3. Temor, apreensão, receio.

   Muita gente aproveita o mês de outubro para fazer espaciais sobre terror, o que faz sentido se levarmos em conta o dia das bruxas e coisa e tal, já eu sou fascinado pelo gênero e um bom thriller jamais será dispensado, quem não gosta de histórias de terror que inspiram certo medo na gente.
   Eu sou uma pessoa dificilmente impressionável, assim sendo uma história precisa ter muito mais que sangue, desviceração e desmembramento pra me causar apreenção, agora ossos quebrados é outra história, nunca quebrei um osso e esse é um grande medo que tenho, tenho agonia quando vejo um filme, foto ou vídeo onde o membro fica contorcido de forma inatural por causa de uma fratura.
  Gosto de histórias de terror porque são interessantes acima de tudo, e divertidas, não vejo a menor graça em histórias de violência gratuita onde só se importam em mostrar sangue e tripas, a história tem que ter um fundo coeso, mesmo que irreal, um exemplo disso é a franquia de filmes Premonição (Final Destination) onde, em cada filme, um desastre acontece, mas alguém, sabe Deus o porquê, prevê a catastrofe e "salva" um pequeno grupo de pessoas, e no decorrer do filme a morte vai atrás dos que tiveram a audácia de fugir dela.
  Não acho os filmes particularmente assustadores, mas gosto da ideia da história e vou falar um pouquinho de cada um aqui:




  O primeiro filme, lançado em 2000, traz um grupo de adolescentes que vai viajar para Paris numa espécie de escursão escolar, são os típicos colegiais dos anos 90. Mas antes do avião decolar um aluno vê o avião explodindo, uma briga ocorre e alguns alunos e uma professora são tirados do avião, que explode logo depois de decolar, fazendo de Alex (o adolescente que teve a visão) suspeito de ter causado o acidente. Quando os sobreviventes começam a morrer Alex percebe que a morte veio reivindicar os que eram seus por direito.
  É o filme onde é mais complicado entender os sinais e onde o protagonista fica mais perturbado no decorrer da história.





    Com o melhor desastre inicial da franquia temos o segundo filme, lançado em 2003, onde os sobreviventes não se conheciam, o que não impediu o entrosamento dos atores fazendo tudo parecer incrivelmente real, o filme é um exelente complemento para o primeiro onde a ordem das mortes não parece estar certa e além de buscar um modo de impedir a morte, os sobreviventes também buscam uma explicação pra tudo o que está acontecendo.
  O filme traz de volta Clear Rives, a única sobrevivente do primeiro filme e mostra como os sobreviventes tem alguma forte ligação com os (ex) sobreviventes do primeiro filme.
  O filme acontece exatamente um ano após o acidente do seu antecessor.






  Em 2006 lançaram o que, pra mim, ficou sendo o melhor filme da franquia, mesmo contendo erros graves de enredo, Premonição 3 leva, com louvor, o topo do pódio. O filme traz, novamente, adolescentes, formandos na verdade, como protagonistas, o acidente acontece em uma montanha-russa, onde o namorado e a melhor amiga de Wendy (a melhor protagonista de todas) morrem. Não tem tantas referências ao primeiro filme, como no anterior, mas são mencionados, juntamente com outras catástrofes que foram, de alguma forma previstas.
  Os erros de enredo aos quais me refiro são: Em um momento os personagens estão super abalados, pelo acidente e pelas mortes, no momento seguinte parece que nada aconteceu e então voltam a mergulhar na depressão novamente, Wendy é a que menos peca nisso, mas existem erros que centram na personagem dela também, como o fato de ficar constantemente falando da sua mania de ser mandona controladora e tals, e não demonstrar isso praticamente nunca.





  Já em 2009 lançaram o pior filme da franquia, uma ofensa aos demais, o primeiro a trazer um adulto como visionário (o cara que tem a visão, sabe?), e também o primeiro a ser gravado em 3D (erro dantesco), além das mortes terem ficado forçadas, absurdas e falsas, eles forçaram formas do 3D dar algum efeito "bacana" às mortes que resultou num fiasco total, com acidentes impossíveis (a morte do hospital é ridícula, mas nem tanto quanto a da oficina), mortes absurdas onde tiram o esqueleto de personagens (de novo na oficina, quem assistiu sabe do que estou falando) ou desintegram totalmente ele depois de um atropelamento, além de aumentar a potência de sugadores de piscina para a enésima potência.
  Os quatro amigos protagonistas são uma vergonha a parte, a melhor personagem é Lori, esposa do tapadinho que tem as visões, o protagonista, como já disse, é tapado, a amiga é uma louquinha estérica num momento e "não acredito em mais nada" no seguinte, nem vou perder meu tempo falando do outro, a única personagem a sentir alguma coisa com as mortes dos outros é, de novo, a Lori, os outros até fazem o mínimo para impedir mas depois que fracassam simplesmente esquecem que a dita pessoa existiu.





    Em 2011 foi lançado o quinto filme, que assim como o quarto tinha a intenção de fechar o ciclo (mas como já disse, o quarto filme é uma nhaca e seria desastroso fechar uma bela franquia com um filme podre), a diferença é que, de uma forma geral, o quinto filme é muito bom, o acidente inicial acontece em uma ponte, e os sobreviventes são funcionários de uma empresa que estavam a caminho de uma gincana, os personagens são convincentes e bem construídos, e sofrem com as mortes dos colegas como qualquer ser humano não psicopata (nem personagem do quarto filme) sentiria. O filme possui a morte mais tosca da franquia e também a mais agoniante (lembra o que eu falei lá em cima sobre ossos quebrados? Pois é!)
  O Elenco é incrível:
  E possui inúmeras referências aos outros quatro filmes, mesmo acontecendo, cronologicamente, antes de todos eles.
  O legista/coveiro/homem negro sinistro dos dois primeiros filmes está de volta e explica uma forma de enganar a morte, que é trocar a sua vez com a de outra pessoa, o que gera um pouco de ação no filme também, as pessoas fugindo da morte e também causando-a.











  Há inúmeros boatos que, devido ao enorme sucesso alcançado com o quinto filme, a franquia contará com mais dois, que serão gravados juntos e se complementarão, data de estréia ou qualquer outra coisa não foi definida ou divulgada, e não há nada que confirme os boatos dos próximos filmes, mas o que não faltam são especulações sobre o acidente inicial, elenco e afins, com vários cartazes feitos por fãs e até trailers montados pelos mesmos.




  Outro forte boato é que o sexto filme, antes mesmo de sua abertura, mostraria a morte de Kimberly Corman e Thomas Burke, os únicos sobreviventes do segundo filme, cuja a morte aparece em um jornal no final do terceiro filme (numa versão interativa do DVD, na versão normal o jornal apenas aparece pra mostrar que existe mas é impossível ler alguma coisa), jornal que interliga todos os acontecimentos do segundo filme, fechando o ciclo.








  Há também uma série de livros com a história dos três primeiros filmes, além de 7 com histórias inéditas, até onde minha pesquisa foi, nenhum deles foi traduzido para o português, mas para os que se interessarem são:

  Além de quadrinhos que podem facilmente ser encontrados online, existem sites e blogs dedicados exclusivamente à franquia, um muito bom (mas que não é atualizado desde 2010) é o Rest In Pieces Brasil (descanse em pedaços, nome muito propício e conveniente se tratando do que se trata :p )

  Enfim, fugi totalmente do objetivo da postagem, mas fazia tempo que queria falar desses filmes aqui, pois é uma das minhas franquias favoritas, você já assistiu algum? O que achou?

PS: deixei os sinais e o 180 fora da postagem para não ficar absurdamente extensa e pra que quem for assistir pegue por si mesmo.

8 comentários:

  1. Eu odeio filmes de terror, de verdade, mas não dispenso um bom livro no tema... Vai entender, premonição eu já assisti alguns, mas não fiquei com medo nem nada, algumas mortes me causaram nojo e agonia, mas superável, já filmes com foco no sobrenatural me desestabilizam, pode ser o filme mais porco que eu vou ficar com medo, os livros me deixam apreensiva, tensa, mas nada demais, por isso prefiro!

    Ótimo Post!

    http://www.estandybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse, sou bem pouco impressionável, assim sendo não me lembro de um filme que tenha me dado medo, acabei fugindo do tema, mas é que eu adoro a franquia e queria uma desculpa pra falar dela :p

      Excluir
  2. Só assisti até o 4 .. mas o segundo pra mim continua sendo o melhor
    A escada caindo no olho do carinha é épico ^^ hahahaha
    credis.. ENFIM ... tem q por é terror de verdade kk pra dar medo kkk Annabelle, A Morte do Demônio..
    Premonição nem dá medo kkkkk
    ~ Matt the King ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não assisti esses, também não tenho medo de Premonição mas adoro os filmes. e não lembro de um filme que tenha me dado medo, talvez O Exorcista, que assisti com uns 8 anos +/- mas li o livro esse ano e não achei nada assustador.
      Assista o quinto filme, ele é muito bom ;)

      Excluir
  3. Olá!

    Adoro a franquia Premonição! Faz tempo que não vejo, mas gosto mesmo. é a única saga de terror que consigo assistir rs

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tão bom né, é mais suspense do que terror na verdade, também faz um tempo que não vejo os filmes mas sempre que tenho a oportunidade assisto de novo

      Excluir
  4. Oi, Rudi! A minha relação com essa série de filmes é um pouco louca! Eu gosto de assistir os filmes, mas não consigo vê-los 100%! Tenho medo (não da história em si, mas) das cenas das mortes do pessoal! Me dá uma aflição muito grande, fico impressionado e impactado com aquilo tudo... Daí nem vejo os filmes direito! Mas as histórias desses filmes são muito legais! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse, pouca coisa me impressiona, o que mais gosto nos filmes é das mortes... e a única que me dá agonia é a da Candice, no quinto filme, também acho a ideia incrível

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...