domingo, 28 de dezembro de 2014

[Opinião] Seis Anos Depois - Harlan Coben

Editora: >Arqueiro>

N° de Páginas: 267

Citação:

Você sabe o que é ter esperança?[...] É a coisa mais cruel do mundo. A morte é melhor. Quando se morre, a dor para. Mas a esperança põe a pessoa lá em cima e depois solta, deixando que caia no chão duro. Protege nosso coração com as mãos e depois esmaga com um soco. Várias e várias vezes. Nunca para. É isso que a esperança faz."

Parte da sinopse:
  Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas.
  E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la.
  Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos.

Opinião:
  Quantas vezes você já pensou em juntar todas as suas coisas favoritas em um só lugar? Ou quantas vezes não quis pegar os elementos que tornam uma história boa, colocar todos eles em uma história só e ainda trazer algo novo, que mantenha tudo isso junto e torne ainda melhor? Foi exatamente isso que H.Coben fez aqui. Consegui perceber similaridades com várias outras histórias incríveis, lendo o livro me lembrei de Feche Bem os Olhos, do John Verdon; O Nome do Vento, do Patrick Rothfuss; Não Conte a Ninguém e Cilada, do próprio Coben entre várias outras coisas, mas são semelhanças sutis, uma história onde o cara tenta encontrar uma mulher mas não consegue (O Nome do Vento), a semelhança que o livro tem com Cilada não pode nem ser citada(Spoiler), mas é tão sutil (ou mais ainda) do que a semelhança que tem com O Nome do Vento.
  A história já começa com Jake vendo Natalie se casar com outro homem, fazendo ele prometer que não tentará se comunicar com ela nem incomodará o casal e aí temos um hiato de seis anos. Quando Jake descobre que o homem que se casou com Natalie morreu, ele vai até o enterro e encontra a viúva que, surpresa! Não é Natalie.
  Ele então refaz os passos de seis anos antes tentando encontrar sua amada, mas ninguém reconhece ele, ninguém se lembra dela, e o lugar onde a conheceu nem sequer existe. Nesse momento eu passei a duvidar da sanidade do Jake, comecei a pensar que Natalie nada mais era do que fruto da imaginação carente de um homem de 1,98 m e mais de 100 kg. E não sou o único, vários personagens começam a pensar a mesma coisa, mas ainda tem muita água pra rolar debaixo dessa ponte antes da história ter um desfecho.
  Mais uma vez o autor não exagerou nas reviravoltas, não se perdeu no looping vertiginoso que foi o final de Não Conte a Ninguém, a história se amarrou muito bem sem precisar ficar desfazendo o final já feito, e a cada página o autor nos encanta e revela um novo segredo.
  Foi a história policial que mais me pareceu possível, sempre que leio algo do gênero fico pensando se aquilo realmente poderia acontecer, e quase todas me convencem, até certo ponto, mas a única que não me pareceu exagerada em momento algum, que aconteceu da forma mais realista possível com certeza foi essa... estou com um sério problema... vou terminar falando a mesma frase que abriu a Opinião sobre Cilada: Ele não conseguiu manter seu posto no pódio por muito tempo, esse é, sem dúvida, o melhor livro do autor que li até hoje, e com larga vantagem...
  

  É a história mais romântica que leio do autor, e não é nenhum segredo que não sou um grande fã de histórias românticas, mas ele conseguiu me fazer gostar dessas, quase (com ênfase na palavra) não tem mimimi, e de uma forma geral o romance foi muito bem construído, assim como a parte do suspense e mistério.
  Não teremos um comentário com spoiler dessa vez porque ele ficaria ridiculamente gigantesco.

6 comentários:

  1. Oi, Rudi! "Seis Anos Depois" já se encontra em minha lista de desejados. Espero conseguir ler o livro em 2015! Não sou muito fã de histórias românticas, mas acho que essa (misturada com suspense e mistério) irá me agradar bastante! Fico feliz de saber que a história não é impossível, gosto muito quando os livros policiais possuem uma história que poderia realmente acontecer no nosso mundo real! rs Ótima resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou muito fã de romances, nem um pouco na verdade, mas adoro livros policiais e o autor conseguiu criar um romance que não travava a história, ele existe mas não é o foco absoluto da história, mas serviu como plano de fundo para a mesma

      Excluir
  2. Oi, Rudi! Resenha ótima, gostei de saber que esse livro foi comparado com Cilada e o Não Conte a Ninguém, já me fez querer o ter!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clara,
      Ele realmente é melhor do que Cilada, e consequentemente melhor do que Não Conte a Ninguém...
      Enorme abraço pra ti!

      Excluir
  3. Tu e essas tuas resenhas que fazem a gente querer comprar o livro1 hahaha
    Rudi!
    Feliz 2015!
    Que nos aturemos muito esse novo ano, e que me arranques ainda mais gargalhadas!
    Bjs da LE
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A intenção é exatamente essa Tícia :p
      Ótimo 2015 pra ti também, vou fazer o possível, prometo ;)

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...