sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

[Marca Texto] O Planeta dos Macacos - Pierre Boulle

  Pra começar, acho desnecessário escreverem na capa do livro "Grandes Filmes" sendo que as semelhanças entre ambos param no nome... mas isso é assunto pra outra postagem...

"O advogado de defesa era um dos bambas do tribunal. Por que ele me aparecia agora sob os traços de um altivo gorila, assim como, aliás, o promotor, outra celebridade? Por que eu assimilava o desencadear de seus gestos e de suas intervenções a reflexos condicionados resultantes de um bom adestramento? Por que o presidente do tribunal confundia-se com um orangotango solene recitando frases decoradas, cuja emissão era automática, calcada, por sua vez, na falta de uma testemunha qualquer ou em determinado murmúrio da multidão?"






  Nesse ponto o narrador está querendo dizer o quão acostumado a viver entre símios "espirituais", usando as palavras do próprio, ele ficou a ponto de quando se lembrava da Terra eram macacos que ele via no lugar dos humanos, mas podemos interpretar algo mais que isso...
  Uma coisa que é especulada diversas vezes no livro, é se os macacos se tornaram civilizados no planeta Soror devido à sua facilidade de imitação (mas quem eles teriam imitado naquele planeta?), então voltemos ao trecho destacado: Até que ponto estamos acomodados e estagnados, gozando das invenções e descobertas de nossos antepassados, criando sempre repetidores de informação ao invés de tentarmos aprender e criar algo realmente novo? Até que ponto a tradição é sadia? Será que não estamos usando discursos prontos no nosso dia-a-dia?
  Muitos (pra não dizer todos) de nós vem decorando as coisas ao invés de aprender, e praticamente ninguém inova, a tecnologia me parece ser a única coisa que vem ganhando espaço e se desenvolvendo, enquanto nós nos tornamos preguiçosos e acreditamos que não há mais nada a ser criado ou descoberto...

8 comentários:

  1. Sem palavras pra marca texto e comentários!
    Não mudaria uma virgula na tua opinião, partilho da mesma!
    Bjs da LE
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
  2. Nossa, totalmente esquisito esse livro: o nome, a capa, a sinopse, tudo mesmo. Se eu visse um livro desse, me desculpe, mas seria um dos últimos que eu compraria, haha.
    Viu, no início "[Marca Texto]" é categoria? Fiquei confuso, haha.
    Grande abraço e que a força esteja com você!
    http://www.paradageek.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algo me diz que você está sendo irônico, até falou do último filme lá no seu blog, provavelmente também sabe que ele foi baseado no livro (mesmo que muito superficialmente), a capa é a cara de um macaco (totalmente conveniente, considerando o nome e a história) e a sinopse... o que eu pus foi um trecho do livro, não a sinopse...
      Sim, o "[Marca Texto]" é categoria/coluna/quadro whatever... onde eu coloco um trecho do livro e falo qualquer coisa sobre ele, ligando a determinado assunto, ou não
      já teve o:
      Falem de Batalhas, de Reis e de Elefantes Sobre saber expressar a opinião e respeitar a alheia.
      Infâmia sobre os sentimentos do leitor sobre a vida dos personagens
      O Colecionador de Lágrimas sobre as eleições
      Não Brinque com Fogo sobre o Auxílio reclusão
      O Nome do Vento basicamente falando que gosto é igual umbigo
      e esse, sobre o comodismo, basicamente...

      Excluir
  3. Eu nunca nem vi o filme, acredita Rudi?! Mas sei que estou perdendo, pq todo mundo que assiste ou que lê o livro, recomenda!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só vi o do começo do século sabe? Que inclusive tem muito mais a ver com o livro, quando lançaram aquele A Origem eu pensei "putz, ele vai estragar a maior surpresa do filme anterior" e agora vejo que o final do filme antigo e do livro são bem parecidos

      Excluir
  4. Eu só vi o filme e tenho muita curiosidade em ler o livr, já que normalmente vejo resenhas positivas dele.
    Quem sabe esse ano pego ele pra desencantar, né?

    Beijoo
    http://resenhandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dois últimos filmes que saíram não têm muito a ver com o livro, tudo bem que o antigo, que foi realmente baseado no livro também não tem, mas podemos ver diversas semelhanças

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...