segunda-feira, 9 de março de 2015

[Opinião] O Apanhador de Sonhos - Stephen King


Editora: Suma de Letras (Ponto de leitura)

N° de Páginas: 812

Citação:

Ela se sentou ao lado dele, segurou a cabeça agitada e a levou contra seu seio. Mesmo agora, na inquietação, a pele dele era fria; seu sangue exaurido e agonizante era incapaz de lhe aquecer o rosto. Ela se lembrou de ter lido Drácula havia muito tempo, no tempo do colegial, o terror prazeroso que se tornava um tanto menos prazeroso quando se deitava para dormir, a luz apagada, o quarto repleto de sombras. Lembrava-se de ter ficado muito contente por não haver vampiros de verdade, mas naquele momento tinha outra concepção. Havia pelo menos um e era bem mais aterrorizante que qualquer conde da Transilvânia; chamava-se não Drácula, mas leucemia, e não havia estaca que se lhe pudesse enterrar no coração."

Sinopse:
  Eles ainda eram meninos quando viveram uma experiência que os marcaria para sempre. O tempo passou. Outros caminhos, outras histórias, mas continuaram amigos. Cúmplices. Todos os anos, onde quer que estejam, interrompem suas vidas para uma temporada de caça nos bosques do Maine. Um momento para recordarem o passado e fortalecerem o sentimento que os une.
  Nesse ano, algo diferente acontece: um forasteiro surge repentinamente no acampamento. Confuso, ele murmura frases desconexas. Assustado, fala de luzes no céu. Sua voz soa em meio ao grupo como uma estranha e aterradora profecia.
  Não levará muito tempo para que descubram o que aterrorizou tanto aquele homem. De repente, se verão diante de uma cruel e implacável criatura de outro mundo. Para sobreviver, terão mais uma vez de unir suas forças e contar com algo que ficou no passado. Mais que tudo, terão de contar com o apanhador de sonhos. 

Opinião:
  Esse livro me introduziu a uma nova "fase" do Stephen King, por assim dizer, foi o 11° livro do autor que li, o primeiro dos que leio que ele escreveu no presente século, e também o primeiro de ficção científica...
  Quando eu vi o tamanho do livro eu tinha certeza que a parte do terror, e mesmo a ação do livro demoraria pra chegar, eu estava enganado, no começo do livro já somos apresentado aos nosso quatro protagonistas, os amigo Beaver (o tipo de cara do qual todos adoram), Henry (um psiquiatra depressivo com intenções suicidas), Pete (Um vendedor de carros, meio chato e com problemas com álcool) e Jonesy um professor... e vemos que todos eles têm algo especial, algo que foi dado por um antigo amigo.
  Meu primeiro contato com essa história foi por volta de 2003, se não me engano, quando levantei a noite e meu pai estava assistindo ao filme... ele me mandou dormir e a cena do olho amarelo vendo através do olho-mágico de uma porta me acompanhou desde então, quando comecei a ler e descobri que a história era baseada em um livro resolvi que só veria o filme depois de ler o dito livro... e só consegui fazer isso agora.
  No começo, acreditei que o livro se alçaria ao topo da minha lista de favoritos, mas não foi o que aconteceu, quando vi que ele tinha mais de 800 páginas imaginei que teria um começo muito lento e monótono, mas não, o começo do livro é acelerado e muito envolvente, nos apresenta a situação de forma rápida e passamos boa parte do livro tentando descobrir de onde surgiram as habilidades dos quatro amigos e também quem é Duddits, além do fato de saber o que exatamente está acontecendo naquela pequena parte do Maine, onde, aparentemente ocorreu um náufrago intergalático.
  Infelizmente o livro não mantém o mesmo ritmo até o final, existem três capítulos que, para mim, foram um tanto cansativos, considerando que nenhum capítulo tem menos de 30 páginas...
  Apesar dessa parte cansativa eu gostei bastante do livro, ele apenas começou ótimo e terminou muito bom, a narrativa não é linear mas isso não é um defeito, muito pelo contrário, temos o momento atual intercalado com a infância dos quatro amigos mostrando como conseguiram seus poderes e algumas coisas que realizaram com eles.
  O filme começa muito fiel ao livro, possuindo poucas diferenças, e a parte cansativa do livro foi mais acelerada, tornando-a mais dinâmica e acelerada, a única coisa que estraga é o final (do filme) onde eles transformaram um dos amigos em... assista o filme para descobrir...


8 comentários:

  1. Tenho muita vontade ler algum livro do Stephen King, mas como são muito grandes não sei se vou ter empolgação o suficiente.

    http://tudoqueeuli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem Carrie e Os Olhos do Dragão que são bem pequeninhos, O Pistoleiro também não é grande mas como é o primeiro de uma série na qual os outros são grandes acho que não te interessaria... mas muitos não chegam a 500 páginas também

      Excluir
  2. Oi, Rudi! Ai, ai... Mais um livro do King que com certeza entrará para a minha lista (a minha lista de livros do autor que quero ler já está aumentando, hein? Tudo por sua causa! kkk #brinks)! rs Fiquei bastante curioso para conhecer esses quatro amigos e para saber o que vai acontecer com eles! Apesar do livro ser enorme, fiquei bem interessado em lê-lo! Parabéns pela resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tony,Tony... a intenção é exatamente essa :p
      nunca li nada ruim dele, estou começando acreditar que ele nunca escreveu nada ruim ^^
      Obrigado!!

      Excluir
  3. Oi, Rudi!
    Estou começando a entrar no mundo do King, e até agora, só li sua primeira obra, e adorei!
    Tenho vários livros dele na minha lista de desejados desse ano, e espero ler todos em breve.
    Eu já tinha visto esse livro em alguma dessas promoções loucas do Sub, mas por algum motivo, não comprei.
    Gostei bastante do que li, e pretendo conferir!
    PS: Tentei comentar nesse post 50 vezes kkk

    Até mais,
    www.entreserieselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro o King, e ainda tenho a pretensão de ler tudo o que ele publicar... só que é muuuita coisa... Carrie não é o meu favorito dele, como quase todos os fãs do autor minha paixão se deve aO Iluminado e À Espera de Um Milagre, tenho alguns dele aqui em casa ainda não lidos e pretendo corrigir isso logo...

      PS: percebi kkkk

      Excluir
  4. Caramba que forte Rudi! Me arrepiei só com a citação.
    Tenho que te falar que tem alguns errinhos de português no post, já que o senhor gosta de me corrigir ( tu não viu mas estou te mostrando a língua agora- ueheuheu)
    Mas isso não impede a resenha de ser fascinante, nem eu de quase te amar :3 ahaha
    Bjs da Le
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tícia, já corrigi todos (os que encontrei pelo menos) pode me corrigir sempre viu ;)
      Obrigado ^^

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...