domingo, 29 de janeiro de 2017

[Opinião] A Caçada - Andrew Fukuda


Editora: Intrínseca

N° de Páginas: 287

Quote:
Fico aqui sentado me divertindo por dentro. Tudo que o Diretor diz sobre os epers tem um tom de verdade e autoridade, mas desconfio que não passe de especulações e baboseiras. Imagino que seja fácil errar tão feio quando se trata de epers, desviar rapidamente da verdadeira pesquisa científica para teorias sem o menor fundamento. Afinal, se os papéis fossem invertidos e fossem as pessoas que tivessem sido extintas, as teorias provavelmente seriam carregadas de exageros e distorções: em vez de dormir em suportes, eles dormiriam em caixões; como criaturas da noite, seriam tão invisíveis ao olho humano que, mesmo na frente do espelho, não teriam reflexo; pálidos e macilentos, seriam tomados como seres fracos e benignos capazes de coexistir pacificamente com os epers, de se controlar para não devorá-los e sugar-lhes o sangue; todos seriam sempre incrivelmente bonitos e teriam cabelo perfeito. Provavelmente haveria puras invenções também: a capacidade de nadar a uma velocidade vertiginosa debaixo d'água; e ideias risíveis e ridículas de romance entre pessoas e epers."

Sinopse:
  Gene é diferente. Ele não tem a força e agilidade de seus colegas da escola, é imune à luz do sol e não sente uma sede insaciável por sangue. Gene é um "eper", um dos últimos humanos do planeta, e vive disfarçado no meio das pessoas normais. Ele usa presas falsas, raspa todos os pelos do corpo, faz o possível para esconder seu cheiro e jamais abandona seu disfarce. Sabe que não deve chamar a atenção em um mundo em que até mesmo um pequeno deslize pode ser fatal.
  Mesmo vivendo sozinho há anos, ele ainda escuta as palavras de advertência do pai: Não faça amigos; não pegue no sono durante a aula; não pigarreie; não gabarite as provas, embora sejam um insulto à sua inteligência. Não durma na casa de colegas; não cantarole nem assobie. E ainda: Nunca esqueça quem você é. Gene leva a vida de acordo com essas regras, determinado a sobreviver a qualquer custo.
  No entanto, quando ele é sorteado para participar da Caçada Eper - uma oportuidade única de devorar os últimos epers do planeta -, seu frágil mundo desmorona. Sob os holofortes e sendo forçado a conviver com os outros caçadores, ser descoberto parece apenas uma questão de tempo, e continuar vivo pode significar a perda de sua humanidade.
Opinião:



  Antes de começar vamos deixar uma coisa bem clara, o livro é ruim, muuuito ruim.... mas é divertido =)
  Na história conhecemos Gene, um dos últimos humanos do planeta, como diz a sinopse. E ele vive como uma das "pessoas" que são a raça dominante atualmente.
  Essas pessoas são um tipo de vampiros, mas no livro são tratados como a próxima etapa na escala evolutiva, não sabemos de onde surgiram nem como se tornaram a raça dominante. Ficamos sabendo como eles são: Sem expressões faciais, demostram contentamento coçando os pulsos, tem uma educação extremamente atrasada, não riem, não suam, não demonstram qualquer tipo de sentimento, não possuem pelos no corpo, se transformam em poças de pus de expostos ao sol e não podem ficar submersos.
  Gene finge ser como eles, comendo animais crus e fazendo de tudo para evitar suar, deixando de ir a escola nos dias muito quentes, e praticando natação como único esporte, a natação deles consiste em andar dentro d'água em uma profundidade que permita manterem a cabeça acima da superfície.
  Existe um grande evento chamado Caçada Eper que ocorre sempre que a popularidade do Soberano está baixa, ele solta alguns humanos e sorteia algumas "pessoas" para que cacem e se fartem com eles, eles simplesmente não conseguem se controlar e agem de forma feroz e animalesca quando estão perseguindo algum ser humano.
  Daí pra frente é totalmente previsível, temos um romance impossível pois ela é uma vampira, e depois descobrimos que na verdade não é, ele é sorteado para a Caçada, todo mundo descobre quem ele realmente é, ele foge, e depois disso vamos para a continuação, intitulada As Presas.
  Porque acabei gostando do livro, apesar de ele ser uma fantasia distópica adolescente com vampiros (se eu soubesse que era isso jamais teria comprado), ele é bem escrito e não tem grandes pretensões.
  Em suma, é entretimento, não de grande qualidade, mas que entretém.




2 comentários:

  1. Ele é o tipo de livro... legalzinho né?
    Ainda quero ter certeza... mas cheguei ao ponto de achar que o beijo deles consiste naquela esfregação esquisita de axilas kkkkkkk
    Fui só eu, ou aquele gene é uma pessoinha bem egoísta? Tive essa impressão haha

    Como sempre... ótimo post Rudi!

    Beijos**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, nem lembro da esfregação de axilas...
      Também não morri de amores pelo Gene, ele ficou pouco se lixando para os Epers, mas a Julia Brasa consegue ser ainda pior

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...