quarta-feira, 13 de setembro de 2017

[Opinião] O Medo Mais Profundo - Harlan Coben #212

Compre pela Amazon e ajude a manter o blog

Editora: >Arqueiro>

N° de Páginas: 270

Quote:

Eu não quero parecer insensível, mas não conheço esse garoto. Não tenho nenhuma ligação com ele, mas tenho com meu pai. É isso que interessa aqui. É como um desastre de avião, certo? Você fica sabendo que morreram duzentas pessoas, dá um suspiro e segue levando a vida, agradecendo a Deus por nenhum ente querido seu estar no avião."

Sinopse:
  Na época da faculdade, Myron Bolitar teve seu primeiro relacionamento sério, que terminou de forma dolorosa quando a namorada o trocou por seu maior adversário no basquete. Por isso, a última pessoa no mundo que Myron deseja rever é Emily Downing.
  Assim, ele tem uma grande surpresa quando, anos depois, ela aparece suplicando ajuda. Seu filho de 13 anos, Jeremy, está morrendo e precisa de um transplante de medula óssea - de um doador que sumiu sem deixar vestígios. E a revelação seguinte é ainda mais impactante: Myron é o pai do garoto.
  Aturdido com a notícia, Myron dá início a uma busca pelo doador. Encontrá-lo, contudo, significa desvendar um mistério sombrio que envolve uma família inescrupulosa, uma série de sequestros e um jornalista em desgraça.
  Nesse jogo de verdades dolorosas, Myron terá que descobrir uma forma de não perder o filho com quem sequer teve a chance de conviver.

Opinião:
  Vamos começar com o principal problema desse livro:
  Alguém aí engoliu a história de só existir um único doador compatível com o guri em todo o banco de dados? Pois é, nem eu.
  Enfim, apesar do que falei acima, eu gostei pra caramba do livro, ele obviamente não é perfeito e tem um erro grotesco já mencionado. Mas o que temos aqui é o retorno de Greg, que conhecemos lá no quarto livro da série (esse aqui).
  Apesar do que diz a sinopse só vai ser revelado se o guri é ou não filho de Myron no final do livro, quando tudo já se ajeitou.
  Temos toda uma questão familiar que permeia a história, não só da parte da possibilidade de Myron ser ou não pai do menino e a forma de Greg, o verdadeiro pai, lidar com isso, mas todos os personagens são movidos e motivados pelo amor que une (ou deveria unir) uma família, tando o desaparecido, o criminoso e até os obstrutores da justiça.
  É um livro tocante que nos faz querer sentar ao lado de nosso pai e simplesmente ficar ali, feliz pela existência dele.



2 comentários:

  1. Oi, Rudi! Tudo bem? Não tem aquelas listas de filmes/livros que você tem que conferir antes de morrer? Tenho uma lista mais ou menos assim e alguns livros do Harlan está nela. FÉ NO PAI QUE UM DIA LEIO ALGO DO HARLAN COBEN! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...