segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

[Breve Comentário] Vende-se esta casa

  Resolvi voltar a falar de filmes aqui no blog, nunca foi o foco do blog e também não passará a ser, mas quero falar de um filme que me surpreendeu ontem.
  Vende-se Esta Casa (Open House) é o primeiro lançamento da Netflix nesse ano e começaram mostrando que Death Note não é a única porcaria que eles produzem, eles dão mais um passo na sua jornada de criar lixos audiovisuais.

Aviso: Talvez alguns comentários contenham spoilers, mas vai por mim, você não vai querer perder tempo vendo esse filme mesmo.


  Qual é o plot da história? Temos a família perfeita que todos se amam e o único problema é uma pequena falta de dinheiro, mas nada grave, o filho adolescente quer correr nas olimpíadas e tem o maior apoio dos pais que vomitam purpurina ao sorrir... mas aí o pai morre, em um acidente bem mal feito e despropositado, o filme faz questão de perder tempo mostrando que o cara esqueceu de pegar o leite que a esposa pediu antes de morrer.
  Enfim, depois da morte do marido a mulher se muda com o filho para a casa da irmã, nas montanhas, mas a casa está a venda e eles precisam sair da casa todo domingo para não atrapalhar a visitação e afugentar possíveis compradores.

  Ao chegar na "cidade" onde a casa fica conhecemos os outros personagens, a função desses personagens e sua relevância para a história? Provavelmente nem eles mesmos sabem.

  Fazem questão de falar que a cidade é pequena e todos se conhecem, também pudera, existem outros CINCO. PERSONAGENS. NA. CIDADE. TODA!!!!! Isso contando o tal vilão, que em momento algum vai aparecer, e os dois policiais que atuam pior que eu.
  Todos os personagens que tem seu nome e rosto revelado, ou seja, dois, mudam durante todo o filme, temos a estranha Martha, com seu comportamento bizarro e sem dúvida é o que tem de mais assustador no filme, mais por falas controversas e simpatia forçada do que qualquer outra coisa, perto do final do filme é explicado que ela tem Alzheimer, o que também não faz sentido, já que ela se lembrava dos protagonistas devido a uma conversa que teve com a irmã dela, e a única coisa na qual parece realmente confusa é se seu marido está vivo ou morto, o que faz com que pensemos que ele é o tal invasor da casa.
  Outro personagem é Bili, Bill, sei lá, o cara que flerta com a viúva logo que vê ela, há momentos em que ele age de forma suspeita, sem qualquer razão, e no decorrer do filme podemos ter certeza de que seu papel na história era dispensável.
  O filme é recheado de clichês e absurdos, um labirinto no porão (WHAT?), banhos, banhos e mais banhos, praticamente a única coisa que a mãe faz na nova casa é tomar banho, barulhos estranhos, portas fechando sozinhas, lanterna falhando, pesadelos, acidente entre os que estão tentando sobreviver, ninguém acreditar neles enquanto é obvio que algo está acontecendo, trilha sonora apelativa e jogo de câmera ridículo, não sou nenhum especialista, mas até eu consigo ver o quanto aquilo foi mal feito.
  A atuação do Dylan... nem lembro o sobrenome dele, mas é o guri do 13RW que aparece em tudo que é foto do Google sobre o filme, não é das piores, a não ser na ridícula discussão com a mãe e na cena perto do rio (vergonha alheia total), e nos faz pensar qual é a tara que todo produtor, diretor ou seja lá quem decide tal coisa, de rasgar a testa do guri em tudo que ele for filmar.

  Enfim, por tudo o que já falei e também por tentar fazer com que uma pilha de lenha, um bosque nevado, um degrau quebrado, um telefone tocando, um guri respirando, um pássaro voando, um cara acordando e tantas outras coisas igualmente ordinárias sejam algo aterrorizante... e não conseguindo, além de um vilão muito mal desenvolvido e sem nenhum propósito ou motivação, o filme leva a menor nota possível.


4 comentários:

  1. Oi Rudi!
    Eu me divirto com suas opiniões e o jeitinho todo seu de escrever!
    Nunca tinha ouvido falar desse filme, mas obrigada por não deixar nem eu ter a oportunidade de me interessar por ele! kkkkkkk
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  2. Sério?? Tava louca pra ver esse, apesar de não gostar muito do estilo rsrsrs
    Ah na postagem de como foi o mês de janeiro, tinha visto a foto de você com a garotinha e me perguntando quem será que é? De fofa ela né
    Abraço Rudi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já eu gosto muito do estilo, mas poxa, que filme ruim, kkkk
      É uma fofa mesmo ^^

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...