quarta-feira, 4 de setembro de 2019

[Opinião] Só Garotos - Patti Smith #240

https://www.skoob.com.br/so-garotos-139622ed765751.html
Editora: Cia das Letras (Edição exclusiva TAG: Experiâncias Literárias)

N° de Páginas: 395

Quote:

"Não satisfeita com minha oração infantil, logo pedi a minha mãe que me deixasse fazer minha própria reza. Fiquei aliviada quando não precisei mais repetir as palavras 'E, se eu morrer antes de acordar, rezo ao Senhor para minha alma levar', e pude dizer em vez disso o que estava dentro do meu coração. Assim liberada, eu me deitava na cama junto ao fogão de carvão recitando vigorosamente longas cartas para Deus. Eu não era de dormir muito e devo tê-lo importunado com minhas juras, visões e esquemas intermináveis."

Sinopse:
  Antes de se tornar famosa, a cantora e poeta Patti Smith dividiu a cama, a comida e o sonho de ser artista com o fotógrafo Robert Mapplethorpe, a quem prometeu escrever este livro, pouco antes que ele morresse.
  Nesta autobiografia afetiva, cativante e nada convencional, Patti reúne fotos, bilhetes e histórias extraordinárias para narrar os altos e baixos na efervescente Nova York dos anos 1960 e 1970 e se tornou ícone de muitas gerações.

Opinião:
  Quando vi as pistas do livro que seria enviado eu já identifiquei como sendo ou esse ou Linha M, mas acreditava que seria esse mesmo.
  Fato é que o livro é tido como uma grande maravilha da literatura contemporânea, o que fez com que eu tivesse grandes expectativas sobre essa leitura, expectativa essa que passou relativamente longe de ser suprida.
  Esse é um livro de memórias, como acredito que todo mundo sabe, livro que a autora prometeu escrever para seu marido em seu leito de morte, a ideia era contar a história deles mas ela começa bem antes, com a infância da autora, onde acabamos nos afeiçoando a ela com seu jeito sonhador e determinado, ela foi atrás do seu sonho, de forma bem inconsequente e inegavelmente irresponsável, isso é inegável, ela teve muita sorte em conseguir, mas sua determinação tem sim seu mérito.
  Mas vamos ao ponto onde as coisas começaram a degringolar quando ela conhece Robert, na verdade não quando conhece, as coisas degringolam algum tempo depois, quando Robert acredita que precisa experimentar DE TUDO, e eu não estou brincando quando digo tudo, não é só a curiosidade de experimentar drogas, o que já seria um problema, mas ele resolve experimentar diferentes experiências sexuais e também rituais macabros.
"Ambos rezávamos pela alma de Robert, ele para vende-la e eu para salvá-la"
  Então, o meu problema com o livro foi a personalidade de Robert, ele não era apenas inconsequente e irresponsável em um nível dez vezes maior  do que a Patti, ele também é... nem sei direito como qualifica-lo, não teria um problema se ele tivesse uma opção sexual que o fizesse abandonar a esposa para se juntar com um cara, mas ele faz isso só para experimentar, e depois resolve simplesmente abandonar o cara e voltar pra esposa, o senso de respeito ao cônjuge ou namorado simplesmente não existe para ele.
  Ele resolve se envolver com ocultismo, satanismo e magia negra simplesmente porque achou interessante, ignorando toda e qualquer responsabilidade, fazendo tudo de forma infantil e, usando novamente a palavra, irresponsável. E esses extremos são simplesmente para ilustrar, ele levava tudo na vida com a mesma falta de juízo.
  A escrita da autora é realmente bela e a história em si é interessante de acompanhar, mas além de mostrar uma Nova York de outra época, uma busca desenfreada e desajuizada pelos sonhos e um relacionamento... difícil de definir.
  Se eu acho que vale a leitura? Com certeza, como disse a história é interessante de acompanhar, apesar de ambos serem personagens complicados e a autora se mostre meio... não seria apática a palavra, mas ela não toma uma atitude decisiva nem quando Robert começa a se tornar sombrio e aparentemente violento depois de tanto envolvimento com ocultismo e forças de outro mundo.

  Ah, fui atrás das músicas da autora para conhecer, e na verdade só gostei realmente de uma, vou deixa-la aqui para que conheçam também, como disse curti a escrita dela e pretendo ler mais alguma coisa, mas não tenho muita pressa.

https://www.skoob.com.br/autor/5510-patti-smith

2 comentários:

  1. Mesmo ouvindo uma centena de elogios, eu nunca me interessei por essa obra e nem pela autora. Sentia uma birra sem conhecer. Obrigada por me mostrar que eu estava certa esse tempo todo kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk, o livro não é ruim, mas realmente está longe de ser essa Brastemp que o povo fala

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...