domingo, 13 de outubro de 2019

[Opinião] Mary Poppins - P. L. Travers #250

Compre pela Amazon e ajude a manter o blog
Editora:  Cosac Naify

N° de Páginas: 192

Quote:
"Mas os olhos de Mary Poppins estavam fixos no menino e, de repente, Michael descobriu que não se pode olhar para Mary Poppins e mesmo assim desobedece-la. Existia algo estranho e extraordinário nela - alguma coisa que era ao mesmo tempo assustadora e muito excitante."
 

Sinopse:
  Uma das histórias mais amadas por crianças e adultos do mundo todo, Mary Poppins volta para as prateleiras brasileiras. O texto recebeu ilustrações do estilista Ronaldo Fraga, tradução do escritor Joca Reiners Terron e posfácio da professora de literatura inglesa da USP Sandra Vasconcellos. Os desenhos – verdadeiros croquis de moda –, foram bordados à mão em tecido, e fotografados para integrar a edição. A edição especial conta ainda com uma luva em formato de bolsa, com estampa exclusiva desenhada por Ronaldo Fraga. O leitor vai, finalmente, descobrir a história de Mary Poppins, a babá mágica que chega inesperadamente para cuidar das crianças Banks e lhes abre os olhos para os mistérios e as maravilhas que nos cercam, todos os dias.

Opinião:
  Na minha prateleira mental esse livro fica no mesmo nicho de A Menina Submersa, da Kiernan, Dance dance dance, do Murakami, Insônia, do King e Onde Cantam Os Pássaros, da Evie Wyld. O que todos eles têm em comum? O fato de que parecem ser fruto de uma viagem de ácido muito louca.
  Enfim, vamos maneirar nas referências à narcóticos porque essa é uma postagem especial do mês das crianças, e posso ver a autora se retorcendo no túmulo enquanto falo isso pois ela falava enfaticamente que nunca escreveu para crianças, nessa edição tem até alguns extras onde há um citação da autora, em inglês, onde ela fala isso. Falando em edição, esta está esgotada, mas tive a oportunidade de vê-la física, por vídeo, apenas (li em e-book) e ela é realmente primorosa, é um livrão bem alto com a costura à mostra e ilustrado por um estilista que fez um trabalho primorosamente... perturbador.
  O grosso da história é conhecido, certo? Uma babá incrível que voa com um guarda-chuva. Mas ela é muito mais maluca que isso, porém isso pode ser explicado de duas maneiras, uma que é uma história fantasiosa, realmente, onde uma criança reclama do sol na cara pela manhã e o raio de sol se desculpa dizendo que ele precisa chegar ao leste e aquele quarto faz parte do caminho, ou um grande urso marrom explicando para as crianças que Mary Poppins tem parentesco com uma cobra gigantesca que é considerada a rainha da selva, ou pode ter o mesmo olhar que eu, e ver esse livro da mesma forma que O Oceano no Fim do Caminho (um livro incrível, leiam).
  A personagem da Mary Poppins é bem diferente do que eu esperava, ela é mal-humorada, grossa e extremamente desagradável, mas a autora consegue a façanha de fazer com que gostemos dela no decorrer da história, mesmo que no começo as crianças gostem dela deixando o leitor sem entender o porquê deles gostarem dela, e dos pais aceitarem tudo o que ela diz mesmo com sua total falta de respeito e antipatia.
  A forma como ela mostra situações fantásticas para as crianças e depois nega que tudo tenha acontecido pode mostrar alguém que estimula a imaginação dos pequenos, mas ao mesmo tempo as chama para a realidade, talvez com um pouco de aspereza excessiva, mas ainda assim...
  É um livro bem maluco, cujo final tem ligação com o começo fazendo a obra ter um sentido cíclico onde a história pode se repetir infinitamente se levarmos em conta uma pequena troca de nome, o que não seria nem um pouco surpreendente considerando tudo de absurdo que acontece na história. É um livro que tem seus momentos que podem ser considerados maduros demais, não que tenha algo impróprio, mas ele deixa várias mensagens subentendidas sobre confiança e maturidade, mensagens que provavelmente criança alguma saberá identificar, o que reforça a fala da autora quando ela diz que nunca escreveu para crianças, mas a parte que li para a minha sobrinha de quatro anos ela gostou hehe.
  Decididamente é um livro que agradará à gente de todas as idades, mas seu aspecto extremamente fantasioso talvez irrite àqueles muito apegados a realidade.
https://www.skoob.com.br/autor/10305-p-l-travers


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...