quarta-feira, 13 de novembro de 2019

[Marca Texto] Olhos D'Água - Conceição Evaristo

  Antes de mais nada quero dizer que este é um livro singular, mas no devido momento isso será comentado, ou não.
  Outro aviso é que esse mês também teremos mês temático (\o/\o/\o/\o/) lá entre 2013 e 2015 novembro era meu mês de reler a trilogia Jogos Vorazes, mas não é esse o especial, copiando descaradamente a ideia da Kelly, do Café e Bons Livros. Esse será um mês temático de Contos, nos mesmo moldes do mês das crianças que fiz em outubro, falando em outubro, crianças e Kelly, gostaria muito que quem quer que esteja vendo isso vá até o já mencionado blog ver o encerramento que ela fez para esse mês.
  Enfim, estou escrevendo isso na terça à noite, já tinha um tempinho que não escrevia nada tão em cima da data de publicação, mas não consegui escrever antes, sem mais delongas, vamos lá.





"Ela é que não ia ficar ali assentada. Se as pernas não andam, é preciso ter asas para voar"









  Hoje quero falar de conformismo, a adorada zona de conforto onde tudo é maravilhoso sobre o solo estéril que nada produz. Onde nos contentamos em reclamar do que nos incomoda ao invés de fazermos algo para mudarmos a nossa realidade, onde vemos o mundo desmoronando a nossa volta mas enquanto não somos atingidos nada nos importa.
  Falando por mim, já passou da hora de levantarmos e fazermos alguma coisa, transformar a insatisfação em inconformidade e alçar voo se não é possível andar em frente.

2 comentários:

  1. Olha só hein, postamos sobre o mesmo livro no mesmo dia (considerando que eu li só um conto).

    Gostei do quote e da reflexão. O que me veio a mente é que ler é querendo ou não, um jeito de não ficar tão conformado. Claro que não são todos os livros que provocam isso, mas sempre aparece algum que pega a gente.

    ResponderExcluir
  2. Ah, e já ia esquecendo: muito obrigada pela menção!!!

    ResponderExcluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...