sábado, 16 de novembro de 2013

Semana Especial Nárnia: A Última Batalha

"Acho que, se a gente pudesse correr sem nunca se cansar, nunca mais iria querer parar. Mas às vezes existem razões muito especiais para se parar."

 Oquê? Acabou mesmo?
  Esse é o último livro/parte de As Crônicas de Nárnia, pelo menos na ordem cronológica, todos os antigos filhos e filhas de Adão e Eva (ou quase) voltaram para o mundo de Nárnia. Algumas coisas, na minha opinião, foram bastante forçadas, e dependendo o rumo para qual você olha, o final é bastante triste.
  A história começa com o macaco Manhoso (um verdadeiro filho da p||%@) e o jumento Confuso (que merece esse nome). Manhoso faz o coitado do Confuso obedecer ele a qualquer circunstância, e o pobre jumento (que é realmente um jumento) acaba se lascando bastante com a escravidão da "amizade do maldito macaco.
  Em certo momento eles encontram uma pele de leão, e como a muito tempo o magnífico Aslam não aparece por aquelas bandas, Manhoso convence Confuso (como sempre) a usar a pele de leão para que o povo pensasse que ele é Aslam.
  Meu personagem favorito dessa história (depois do Aslam, é claro) foi o unicórnio Precioso, amigo de longa data do rei (cujo nome me esqueci) bisneto de Rillian, filho de Caspian X, que é um poderoso guerreiro e uma criatura de personalidade incrível (estou novamente falando do unicórnio, caso não tenha ficado claro).
  É um grande desfecho para Nárnia, feliz e triste ao mesmo tempo. Só não dou 5 estrelas porque, como já disso, achei meio forçado em alguns momentos... mas é uma ótima história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...