quinta-feira, 22 de maio de 2014

[Opinião] Dois Rios - T. Greenwood


Editora:Novo Conceito

N° de Páginas:428

Citação:
"Se ao menos eu pudesse recomeçar, faria tudo diferente. Eu me envolveria. Prestaria atenção. Que inferno! Eu seria o Pai do Ano. Largaria aquela droga de emprego, mudaria para um lugar novo. Um lugar em que as escolas tivessem mais preocupação com a educação do que com os jogos de basquetebol e as feiras de pães e bolos. Onde as pessoas não dissessem "crioulo" em público (ou mesmo em particular). Onde pudéssemos recomeçar do zero. Onde o meu passado, nosso passado, não tivesse que ficar se escondendo em cada canto. Mas a verdade era que o trem não fora a única coisa que tinha descarrilhado naquele dia. Minha vida toda também tinha descarrilhado, e agora eu tinha certeza absoluta de que não tinha mais volta."

Sinopse:
  Harper Montgomery vive ofuscado pela tristeza. Desde a morte de sua mulher, há 12 anos, ele aprisionou-se em uma pequena cidade, Dois Rios, onde todo mundo se conhece, porque ali - justifica-se - poderia criar melhor sua única filha. Atormentado pelo desgosto, Harper prefere esconder-se.
  Mas a verdade é que a morte de sua mulher é somente um dos motivos de sua dor. Além de sofrer por sua perda, ele se sente culpado por um ato abominável: quando mais jovem foi cúmplice de um crime brutal e sem sentido. Há muito sentimento em jogo quando se trata de sua vida cheia de remorsos...
  Então, um acidente de trem oferece a Harper a chance de redenção: uma das sobreviventes, uma menina de 15 anos, grávida, precisa de um lugar para ficar, e ele se oferece para levá-la para casa.
  No entanto, a aparição dessa menina, Maggie, não tem nada de simples acaso. Talvez ela tenha alguma coisa a ver com o crime do qual ele participou um dia...

Opinião:

Diferente de muitas pessoas, eu gostei de Um Mundo Brilhante, odiei os personagens mas gostei da história. Assim sendo queria muito ler outra coisa da autora, e quando soube da existência desse livro fiquei super curioso, e acabei ganhando ele de natal (e só fui ler agora, foi mal prima) e cheguei a uma conclusão sobre a autora, ela é ótima na construção dos personagens. Em Um Mundo Brilhante, ele criou os personagens com o objetivo de nos fazer ter raiva dos mesmos, e tenho certeza que todo mundo que leu o livro odiou pelo menos o infeliz do Ben, já nesse ela cria os personagens para nos cativar, e consegue.
  O livro é um monólogo (a Nina vai adorar) do Harper intercalando o presente e o passado, como toda história que intercala presente e passado, essa acabou sendo um pouco previsível, pelo menos pra mim, mas não duvido que muita gente se surpreenda.
  A história trata principalmente sobre redenção, o ponto principal é esse, claro que tem os romances obrigatórios de todo livro mas a autora escreve tão bem que nem isso conseguiu me incomodar.
  Os personagens são um show a parte, Harper (que se você ainda não percebeu é um homem, diferente do que pensei quando comecei a ler, não, eu não leio sinopse) é incrivelmente real, é claro que o fato de ele ter a vida toda contada no livro ajuda nesse realismo, mas nele podemos ver todas as frustrações, sonhos e medos de qualquer pessoa, além de ele ser um narrador que nos convence.
  Tive um pouco de dificuldade par imaginar Shelly, a filha de Harper, mas isso continua sendo um mérito do livro, Shelly tem 12 anos ("o aniversário de uma garotinha jamais deveria coincidir com o aniversário da morte da sua mãe") mas ainda é considerada uma garotinha pelo pai, e como a história é narrada por ele foi muito difícil imaginá-la como uma garota de 12 anos, eu a via como uma menininha de 6 anos. Maggie, o grande mistério da história, também dá seu show, em momento algum desconfiamos do que ela diz, mas depois percebemos que o que ela contou foram apenas meias verdades, e tem muito mais sob a superfície do que ela pretende contar.
  Outra coisa que gostei muito, não sei se foi ideia da autora ou da própria editora, foi um Guia Para Grupo de Leitura no final do livro, com 14 questões a serem discutidas, pretendo gravar um vídeo respondendo a essas perguntas, mas já aviso que terá alguns (muitos) spoilers.
   Para resumir, é um livro incrivelmente bem escrito que nos surpreende em diversos momentos, principalmente no começo, depois que descobrimos algumas mentiras já imaginamos quais outros "fatos também são irreais, o livro, além de redenção, trata bastante do racismo
e discriminação, ele se passa em uma época que a distinção racial era muito grande e vemos que toda a
 cidade fica alvoroçada com a chegada de Maggie, pois não há negros em Dois Rios, outro motivo que me fez gostar do Harper foi o fato de, mesmo vivendo numa sociedade que julgava que os negros eram sub-humanos, ele reconhece que Maggie, e qualquer outra pessoa negra, é exatamente isso, uma pessoa, a sensibilidade da autora é tocante, e mal posso esperar para ler mais obras dela.


Um comentário com Spoiler
A Cena da morte da mãe do Harper quase me fez chorar de tão bem escrita que foi, a cena da morte da Betsy também, como disse a autora escreve maravilhosamente, e eu sempre soube que a Maggie era irmã dele, desde que ela disse que tinha ido até Dois Rios atrás do irmão eu sabia que ela estava falando dele, só não entendi porque não contaram isso para Shelly.

6 comentários:

  1. Ruuuuuuuuuudi :)
    Eu já tinha visto uma resenha desse livro falando super bem da história. Agora você me deixou com mais vontade ainda de ler :B okay, já está na lista hahahaha
    Cara, que citação SENSACIONAL! Adorei mesmo.
    Sabe, eu adoro quando autores conseguem construir bem os personagens, além de ajudar na leitura, eles nos cativam demais x)
    Curti tua resenha, querido :P

    Abraços, Di :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo Di.
      não vejo a hora de lançarem outro livro dela por aqui

      abração!!

      Excluir
  2. Nooooooossa! Uma vez eu fui num sebo - ano passado - e vi esse livro, li a sinopse dele e não o comprei! Parece que fiz mal em não ter comprado-o pra mim. Ah, um autor que consegue fazer o que quiser com os sentimentos que o leitor pode ter de seus personagens é um autor celestial! Quero ler!

    gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br
    El Costa - Confins Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super recomendo Gabryel, não cometa esse erro de novo XD

      Excluir
  3. Nossa, adorei a resenha!! :D
    Fiquei muito interessada no livro, mas muito mesmo, principalmente pela temática dele.
    Já está na minha lista de livros, com certeza vou ler!! xD
    Beijos, Lerissa K. xD
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste Lery, ele é muito bom mesmo

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...