sábado, 16 de abril de 2016

[Opinião] Me Ajude a Chorar - Fabrício Carpinejar

Editora: Bertrand Brasil

N° de Páginas: 155

Citação:
Sem esperança, não há generosidade. Sem esperança, ninguém rende no trabalho. Sem esperança, ninguém será receptivo no relacionamento. Sem esperança, ninguém entenderá um amigo. Esperança é garantir que tudo pode ser feito com calma, que não é preciso acertar sempre.''

Sinopse:
  Depois de títulos que refletiam momentos da sua vida pessoal, em Me Ajude a Chorar, Carpinejar, pela primeira vez, une textos sem um tema central. São crônicas com assuntos variados, mas com uma singularidade: a melancolia e a tristeza. Sempre, obviamente, com a ironia característica. Um livro com sentimentos, um livro a flor do osso.

Opinião:
  A praticamente dois anos atrás, eu vi uma resenha desse livro no blog do Diego (clica ni eu \o/) sobre esse livro e fiquei louco de vontade de lê-lo. Se bem me lembro nunca havia lido uma coletânea de crônicas.
  Claro que depois disso já tive o prazer de conhecer as crônicas por meio de John Grogan e Martha Medeiros, mas ainda assim tinha uma imensa curiosidade de ler algo do Carpinejar, e esse continuava sendo o que mais me despertava curiosidade.
  Realmente, Carpinejar merece a fama que tem, apesar de continuar que nenhum cronista jamais superará a tia Martha, ele escreve com seu próprio sangue, derramando um pouco de si a cada texto, transmitindo toda a tristeza que narra.
  Não que ele não falhe em alguns momentos, diversos textos são passáveis e depois de um tempo o livro é quase completamente esquecido, enquanto escrevo isso já se passou cerca de um mês que terminei a leitura, e já não me lembro de muita coisa.
  Mas apesar disso é um livro que tem a capacidade de te tocar, mesmo não me lembrando de nenhum texto específico, quando releio alguma das partes que destaquei toda a emoção volta.
  Enfim, é um livro incrível, mas que não te marcará profundamente.


2 comentários:

  1. Não sou muito fã de crônicas, mas já li algumas resenhas dos livros do Carpinejar e gostei bastante, e mesmo voce dizendo que não é uma leitura profunda que ficará marcada, mas que de alguma forma te toca e mexe com voce enquanto lê, só por isso, já fiquei curiosa pra ler o livro! bjão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ariana,
      Te aconselho a ler os da Martha Medeiros, são infinitamente melhores

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...