segunda-feira, 18 de abril de 2016

[Opinião] Sobre a Escrita - Stephen King

Editora: Suma de Letras

N° de páginas: 255

Citação:
E quando eu estava na cama, à noite, ouvindo o vento nas árvores e os ratos no sótão, não era com Debbie Reynolds no papel de Tammy ou com Sandra Dee no papel de Didget que eu sonhava: era com Yvette Vickers em O Ataque das Sanguessugas Gigantes ou Luana Anders em Demência 13. Nada de coisas bonitinhas, nada de coisas edificantes, nada de Branca de Neve e os sete anões idiotas. Aos 13 anos, eu queria monstros que devoravam cidades inteiras, cadáveres radioativos que saíam do mar e comiam surfistas e moças de sutiã preto de aparência vulgar.''

Sinopse:
  ''Vida longa ao King.'' Foi assim que a Entertainment Weekly saudou a publicação de Sobre a Escrita. Uma obra extraordinária de um dos autores mais bem-sucedidos de todos os tempos, uma verdadeira aula sobre a arte de escrever. O livro não deixa de lado também as memórias e experiências do mestre do terror: desde a infância até o inicio da carreira literária, o alcoolismo, o acidente quase fatal em 1999 e como a vontade de escrever ajudou em sua recuperação.

Opinião:
  Vamos deixar claro que não concordo muito com a visão do autor no trecho que destaquei acima, poderia ter escolhido outro, poderia, ainda mais considerando que ele acabou com quase duas cores dos meus post-its que comprei no mesmo dia que comecei a lê-lo. Destaquei este trecho para mostrar que sim, nossas suspeitas estavam certas, Stephen King sempre foi uma pessoa um tanto perturbada.
  Claro que se você é um menino/rapaz/homem já teve sua fase de sede de sangue e monstros gigantes.
  Esse livro foi meu primeiro contato com o autor escrevendo não ficção, e adorei. Sonho que ele escreva uma autobiografia. Aqui ele nos conta da sua infância, juventude e até um pouco da vida adulta, ressaltando todos os detalhes que tem algo, mesmo que remotamente, a ver com a escrita. De longe a minha parte favorita do livro.
  Depois ele nos conta o que cada escritor deve ter para exercer o ofício direito, ressaltando a importância da gramática, ele diz que não é porque quando publicado o livro passará por revisores que você deve escrever como um semianalfabeto, por falar em revisores: os três que passaram por esse livro fizeram um serviço bem ruinzinho viu. Encontrei diversos erros de digitação, inclusive um que a frase ficou incompreensível, fiz tanta marcação que passarei três horas tentando encontrar, então leiam que vocês vão encontrar a dita frase.
  Isso realmente é uma pena, pois esse é um livro fantástico, ficamos sabendo bastante coisa que tornou o King a pessoa que é hoje e fala também de qual a sua relação com a religião (coisa que nunca tive certeza, considerando livros como à Espera de Um Milagre onde o assunto contrasta bastante com Carrie, A Estranha). Além de compartilhar com o leitor como é seu processo de escrita e desmentir a tal história de que Jack Torrance era alcoólatra para refletir o próprio alcoolismo. Ele nos conta que só se viu como alcoólatra bem depois de escrever o livro. Esse livro também traz uma lista com os quase 200 livros ''favoritos'' do autor que vão de Harry Potter a Jodi Picoult passando por Yann Martel e Willian Golding.
  Um livro incrível? Com toda certeza! Meu favorito do autor? Não vamos exagerar. É difícil dizer que é melhor que outros considerando que são formas bem diferentes, meu favorito dele continua sendo À Espera de Um Milagre (seguido de Joyland e O Iluminado) Mas esse com toda certeza é um dos dois melhores não-ficção que já li.

2 comentários:

  1. O cara faz um bom trabalho, não é mesmo!
    Lendo sua opinião, concordo que o King tenha uma mente um tanto perturbada, e esse livro com certeza pode comprovar isso. Eu já li boas partes dele, mas não todo. Pretendo adquirir pra ler com calma (depois que tantas leituras de teatro der uma pausa).
    Quanto a revisão, nas poucas vezes que li, vi alguns erros que me davam raiva.
    Enfim. que venha uma Autobiografia, embora a DarkSide tenha feito um trabalho esplêndido numa última biografia de "Coração Assombrado" - algo assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, sou louco pra ler Coração Assombrado, mas esse livro está mais esgotado do que meu estoque de jóias, que nunca existiu.

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...