quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

E aí fevereiro?

  Faltam dois dias para esse mês acabar, até agora ele já me levou um celular, um emprego, minha conta no skoob com uma reputação de anos e mais de 100 trocas no plus e meu orçamento futuro com um aumento de 18% no aluguel, ao acordar essa manhã percebi que minha folga da mandíbula está alcançando um nível preocupante quando ao bocejar fiquei cerca de dois minutos sem conseguir fechar novamente a boca. Mas me surpreendi ao me ver aliviado por algumas coisas, o emprego já estava me esgotando de todas as formas possíveis, estou entre outros dois no momento, ainda esperando resposta da minha primeira opção, mas com a segunda engatilhada.
  Me permiti hoje a um dia de folga, em parte para arrumar a casa, em parte para cadastrar novamente todas as minhas informações de leitura no skoob (mais de 450 livros lidos, sem mencionar quadrinhos e revistas, organizando por mês, já que o dia não consigo ver, parei em 2016, depois continuo). Precisava ter gravado o video do mês sobre Novelas Exemplares do Cervantes, mas, como disse, estou sem celular, precisaria terminar as trocentas postagens iniciadas aqui no blog, mas não estou com cabeça para isso agora, queria terminar os livros que estou lendo, já que em março li muito pouco, mas vou me permitir a indiferença em relação às leituras.
  Estou preocupado com o que virá, mas não tanto quanto era de se esperar, não estou perdendo o sono, sei que eu não posso controlar nada, mas acredito que o que Deus quiser, assim será, mesmo que seja diferente do que eu quero, com certeza estar falido no nível que estou nunca esteve e meus planos, mas meu sustento vem dele, se já houve uma época em que sem ter nada para comer me apareceu alguém na porta de casa me oferecendo uma marmita, se quando eu reclamei, secretamente, da versão da minha Bíblia me apareceu um estranho me dando outra de presente, se quando fui intimado a agir de forma desonesta com os clientes de uma antiga empresa um novo emprego literalmente caiu no meu colo, se eu nunca fui desamparado, mesmo quando achei estar, sei que não é agora que tudo vai para o brejo, já tive provas mais do que suficientes para confiar e ter esperança. Vou deitar na cama e esperar que a solução caia do céu? Não! Mesmo que algo caia do céu para você não vai acontecer enquanto estiver estirado na cama (de joelhos a lado dela, talvez).

Um comentário:

  1. Sem palavras... só deixo o trecho deu uma leitura que Deus usou para falar comigo ontem:

    "Nada que perdemos se vai sem propósito. Toda dor e perda é planejada e usada para o bem daqueles que amam a Deus, e no fim nos faz mais parecidos com Cristo." (Francine V. Walsh)

    ResponderExcluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...